Na vida só existem dois tipos de erro: os que podemos corrigir e os que temos que conviver

Devemos ter serenidade para aceitar o que não podemos mudar, coragem para mudar o que podemos e sabedoria para reconhecer as duas


0
Gustavo Bozetti, diretor da Fundação Napoleon Hill e do MasterMind RS (Foto: Rodrigo Gallas)

Depois de décadas pesquisando o comportamento das pessoas mais bem sucedidas do mundo, Napoleon Hill afirma que o fracasso ensina mais a ter sucesso do que o próprio sucesso. Porém, é preciso sabedoria para compreender tal afirmação. Há uma expressão popular que diz que o tolo nunca aprende, o inteligente aprende com os próprios erros e o sábio aprende com os erros dos outros. Hill afirma, ainda, que cada fracasso carrega consigo a semente de um sucesso equivalente. Confesso que demorei até entender esse conceito.


ouça o comentário

 


Há alguns anos, me envolvi em uma sociedade mal sucedida. Confiei em uma pessoa que possuía desvios de caráter. Alguns amigos tentaram me alertar, porém eu estava “cego” com relação aos males que, futuramente, viria sofrer. Anos se passaram até que a máscara do indivíduo caiu e eu fiquei com o prejuízo. Naquele momento, eu tive que decidir: ou corrigia a situação com muito esforço, ou ficava choramingando pelos cantos. Baixei a cabeça fui trabalhar, afinal, não há dificuldade que suporte uma tunda de dedicação.

O tempo passou e surgiu a oportunidade para que aquela dura lição servisse como aprendizado, permitindo que eu tomasse a decisão correta com base na experiência vivida anos antes. Porém, não tive essa oportunidade na relação turbulenta que tive com meu pai. Ele se foi em 2009 sem que eu pudesse corrigir algumas falhas na minha relação com ele. Esse é um erro que tive que aprender a conviver.

Comento brevemente essas histórias pois muitos de nós, por medo de fracassar, vivemos uma vida mediana, sem correr risco algum. Outros, conseguem ousar e chegar a patamares mais altos. O fato é que, na vida, nem tudo acontecerá conforme planejado. Teremos que superar as adversidades que possam surgir. É lógico que devemos minimizar os possíveis percalços que possam aparecer através de preparação e planejamento. É necessário que tenhamos coragem para seguir em frente nos momentos difíceis, corrigindo o que está ao nosso alcance e convivendo com o que não pode ser corrigido.

Na filosofia estóica, há uma expressão que pode ser utilizada como uma grande fórmula para se viver uma vida acima da média. Devemos ter serenidade para aceitar o que não podemos mudar, coragem para mudar o que podemos e sabedoria para reconhecer as duas. Espero que você tenha serenidade, coragem e sabedoria para viver uma vida extraordinária. Forte abraço e até a vitória, sempre.

Gustavo Bozetti (@gustavobozetti), diretor da Fundação Napoleon Hill e MasterMind RS

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui