‘Não existe exagero de preços de combustíveis’, diz presidente da Petrobras

Declaração aconteceu durante a apresentação dos últimos resultados trimestrais da empresa.


0
Foto: Agência Brasil / Divulgação

A menos de um mês de terminar o mandato, o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, afirmou na manhã desta quinta-feira (25) que o preço dos combustíveis no Brasil não é alto, nem baixo: é o preço de mercado. A declaração aconteceu durante a apresentação dos últimos resultados trimestrais da empresa.

“Não existe nenhum exagero no Brasil, embora alguns impostos sejam elevados, por exemplo, comparando com os Estados Unidos, onde os impostos são baixos. O Brasil tem preços mais elevados”, afirmou Castello Branco. “Como sempre repito, o preço não é caro nem barato. O preço é o preço de mercado. Se o Brasil quiser ser uma economia de mercado, tem que ter preço de mercado”, completou. “Preços abaixo do mercado geram muitas consequências, algumas previsíveis, outras não. Mas todas negativas”, disse. “É surpreendente, em pleno século 21, dedicarmos tanto tempo à discussão sobre regra da paridade de importação de combustíveis”, afirmou.

O executivo destacou que é preciso seguir paridade de importação de combustíveis, uma vez que esses produtos são commodities internacionais e boa parte da dívida da estatal é em dólar.

Segundo ele, os preços abaixo do mercado internacional geram consequências negativas. Em 2020, o valor da gasolina da Petrobras teve uma queda de 4% enquanto o diesel caiu 13%, segundo apresentação publicada pela empresa. Segundo a companhia, em 2021 foram realizados ajustes adicionais na gasolina, diesel e GLP, “em linha com a política adotada ao longo de 2020”.

Fonte: CNN

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui