“Não há clima para eleição”, diz novo presidente da Famurs

Prefeito de Taquari, Emanuel Hassen de Jesus (PT), o 'Maneco', foi eleito para presidir a entidade no biênio 2020-2021.


0
Emanuel Hassen de Jesus (PT) era vice-presidente da Famurs (Foto: Reprodução/ Arquivo pessoal)

Eleito nesta sexta-feira (22) para presidir a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) no biênio 2020-2021, o prefeito do Taquari, Emanuel Hassen de Jesus (PT), o ‘Maneco’, projeta os temas que devam pautar a sua gestão: combate à pandemia, estiagem e eleições municipais. Quanto ao pleito, ele disse à Rádio Independente que a entidade tem um posicionamento formado e que aposta na não realização das eleições na data prevista, outubro.

“Há um posicionamento consolidado de que não há clima para fazer eleição em outubro. A pandemia ainda não chegou no pico, infelizmente. Não há como fazer um processo eleitoral, que já deveria estar em andamento”, pontuou. Maneco é vice-presidente da Farmus. A troca de cargo ocorre em 8 de julho. Ele lembra que a legislação eleitoral em vigor permite, neste período, a arrecadação de valores para as campanhas.

Ainda não há definição a respeito do tema. Levantamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostra que em 55 países foi adotado adiamento de eleições, referendos ou prévias, por conta da Covid-19. Maneco reforça que “para outubro, temos posição firme de que não há a possibilidade de fazer a eleição”.

O novo presidente da Famurs está em seu último ano como prefeito. Ele não pode concorrer à reeleição, pois ocupa o segundo mandato municipal consecutivo. Caso as eleições não sejam adiadas ou unificadas com o pleito nacional, de 2022, ele passará parte da gestão da Famurs longe da prefeitura – o que não vê como problema. “A dedicação exclusiva também será importante, porque as tarefas serão maiores”.

Maneco encabeçava uma chapa única. Ele fez 270 votos válidos. Podiam votar os 497 prefeitos gaúchos. É a segunda vez na história da Famurs que um prefeito do Vale do Taquari será presidente. O primeiro foi Humberto José Chittó, de Muçum, que comandou a Famurs entre 1989 e 1991.

Perfil

Advogado e músico, Emanuel Hassen de Jesus, mais conhecido por Maneco, 40 anos, é prefeito reeleito de Taquari. De família com histórica participação política, Maneco concorreu a um cargo público pela primeira em 2004, quando se candidatou a vereador. Na eleição seguinte concorreu ao cargo de prefeito, sendo o segundo mais votado, mas foi em 2012 que se elegeu, sendo reeleito em 2016 com mais de 500 votos de diferença. Maneco é casado com Angélica Hassen e é pai de três meninos: Lucas, Emanuel e Davi.

Conselho Administrativo – Gestão 2020/2021

Presidente

  • Emanuel Hassen de Jesus (PT) / Taquari – Amvat

Vice-presidentes

  • Eduardo Buzatti (DEM) / Pejuçara – Amuplan
  • Evandro Agiz Heberle (PSDB) / São Jerônimo – Asmurc
  • Felippe Junior Rieth (PDT) / Capão Bonito do Sul – Amunor
  • Jacir Miorando (MDB) / Água Santa – Amunor
  • Leocarlos Girardello (PP) / São Sepé – Amcentro
  • Luciano Maronezi (PTB) / Nova Alvorada – Ampla
  • Volmir José Miki Breier (PSB) / Cachoeirinha – Granpal

Conselho Fiscal – Gestão 2020/2021

Nesta eleição, além da escolha do Conselho de Administração – composto pelo presidente e sete vice-presidentes –, os prefeitos gaúchos também definiram os seis integrantes do Conselho Fiscal, sendo três titulares e três suplentes. Os candidatos para os cargos foram indicados pelas Associações Regionais.

Foram contabilizados 287 votos válidos, sendo 22 votos em branco e 4 votos nulos.

Titulares

  • Edmilson Pedro Pelizari / Pinhal – Amzop – Presidente do Conselho Fiscal
  • Vilmar Meroto / Tapejara – Amunor
  • Paulo Ricardo Cattaneo / Soledade – Amasbi

Suplentes

  • Lirio Antonio Zarichta / Três Arroios – Amau
  • Fábio Mayer Barasuol / Boa Vista do Cadeado – Amaja
  • Iad Mahoud Abder Rahim Choli / Barra do Quaraí – Amfro

Texto: Natalia Ribeiro

jornalismo@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui