Não percam o tempo do tratamento oncológico, isso é essencial na vitória da cura e da melhora”, diz médico especialista

Segundo oncologista e responsável técnico pelo setor de Oncologia do HBB, Leandro Brust, muita gente está diagnosticando o câncer mais tarde por conta do coronavírus.


0
Foto: Reprodução / Arquivo

O médico oncologista e responsável técnico pelo setor de Oncologia do Hospital Bruno Born (HBB) de Lajeado, Leandro Brust, alertou em entrevista ao programa Especial Coronavírus, neste domingo (24), que os tratamentos não devem ser interrompidos por conta da Covid-19. O especialista reforça que os pacientes em processo de diagnóstico do câncer não devem adiar as consultas.


OUÇA  A ENTREVISTA


O oncologista ainda ressaltou que, de acordo com uma estimativa da Sociedade Brasileira de Patologia (SBP), em meio à pandemia, 50 mil brasileiros deixam de ser diagnosticados com câncer.  O médico demonstra preocupação com relação ao aumento de diagnósticos tardios e casos não tratados.

Brust salienta as medidas e cuidados essenciais adotados pelo setor de Oncologia do HBB. Segundo ele, o setor vem mantendo os atendimentos e tratamentos seguindo todos os protocolos de segurança de saúde.

“Não percam o tempo do tratamento oncológico, isso é essencial na vitória da cura e da melhora”, alerta o especialista demostrando preocupação sobre o diagnóstico tardio provocado pela redução do número de exames. Para o médico, o diagnóstico precoce é essencial no combate ao câncer. “Existe um plano de ação, que permite colocar em prática o atendimento, com todo controle e orientações” afirma o responsável técnico pelo setor de Oncologia do HBB. O especialista recomenda que os pacientes mantenham o tratamento e avaliações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui