Napoleão e os franceses são os precursores da comida em conserva

Em sua participação no quadro "Direto ao Ponto", o médico e gourmet Marcos Frank fala sobre a história da comida em conserva e apresenta uma receita deliciosa.


1
Imagem meramente ilustrativa (Foto: Divulgação)

O Frango à Quieve ou Frango à Kiev é um prato muito conhecido e tradicional das culinárias russa e ucraniana. O prato consiste em peito de frango desossado e recheado, para então ser frito ou cozido. O frango pode ser recheado com manteiga de alho, ervas, presunto, salmão, queijo, entre outros ingredientes.

O criador do Frango Kiev, Nicolas Appert, era um cervejeiro francês na corte russa encantado, por exemplo, com os inúmeros efeitos culinários da reação de fermentação. Quando prepara seu frango pela primeira vez, tenta encontrar algum método químico de selar a manteiga dentro da peça para evitar que ela vazasse durante a fritura. Sua resposta estava no ovo e na eficiência das então desconhecidas proteínas para revestir carnes durante frituras.


ouça o comentário 

 


 

Este chef parisiense inventou um método de conservar os alimentos, submetendo-os ao calor em recipientes herméticos e estéreis (garrafas de vidro e depois latas). Ele criou na França a primeira fábrica de conservas do mundo. Por esta invenção, ele ganhou 12.000 francos de Napoleão Bonaparte.

O chef também teria alimentado o exército francês com um frango supremo recheado com manteiga de ervas: o frango supremo. O prato circulou pela Europa. Os líderes russos o adotaram.

Frango Kiev

Em meados do século XVIII, o prenúncio da Revolução Francesa fez muitos cozinheiros da corte de Luís XVI fugirem para outros países da Europa. A imperatriz russa Elizabeth Petrovna, uma entusiasta da gastronomia francesa, acolheu diversos desses chefs. Na bagagem trouxeram uma receita chamada Cotelettes de Volaille, que, para agradar a imperatriz, passou a ser chamada de Frango Kiev – então uma das mais importantes cidades da Rússia.

Ingredientes:
4 Peitos de frango com a coxinha da asa
Sal e pimenta-do-reino moída na hora
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
2 ovos batidos
6 colheres (sopa) de farinha de rosca feita em casa
Óleo vegetal, para fritar
200g de manteiga em temperatura ambiente
1 colher (chá) de estragão fresco picado na hora
1 colher (chá) de salsa fresca picada na hora
1 colher (chá) de cebolinha picada na hora
3 colheres (sopa) de suco de limão

Modo de preparo:
Misture a manteiga com as ervas e faça rolos de cinco centímetros de comprimento. Abra cada peito de frango ao meio, sem separar as metades. Tempere a peça e, em seguida, insira o rolo de manteiga temperada no interior. Certifique-se de que a peça está bem presa. É recomendável o uso de palitos para que seja melhor fixada. Empane no ovo e nas farinhas de trigo e rosca. Para fritar, pré-aqueça o óleo a 180ºC. O ponto ideal é aquele em que a farinha estiver bem dourada. O prato pode ser finalizado no forno médio, por não mais que 20 minutos. Saladas de batata e maionese caseira são ótimos acompanhantes.

Marcos Frank, médico e gourmet. Confira as receitas na página do Instagram: @hungryp@2020!

1 comentário

  1. Postagem muito boa. Acabei de descobrir seu blog e
    gostaria de dizer que gostei muito de olhar seus posts. Em
    qualquer caso, vou subscrever o seu feed RSS e espero
    que volte a escrever em breve. 🙂

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui