Nenhum casal tem a garantia de que a relação será duradoura

Infinitas possibilidades podem mudar o rumo da vida de um casal. Mas é justamente essa porção de incerteza que instiga a pessoa a ficar alerta


1

A pessoa que você ama irá partir em breve. Você tem uma única chance de impedir a despedida. Você poderá fazer isso usando apenas uma meia dúzia de palavras. Qual frase seria capaz de amolecer o coração da pessoa que você ama a ponto de impedir que ela fosse embora? Qual é o dizer que caracteriza algo muito singular da relação de vocês?

Respondi à provocação quando participei de uma oficina de escrita com o escritor Fabrício Carpinejar. Éramos aproximadamente 15 alunos e a ideia consistia em cada um escrever a sua frase no quadro, uma embaixo da outra. No final, ficou uma poesia composta de expressões soltas, e, que, juntas, criavam um conteúdo poético. Assim que recebi a provocação, pensei um pouco e escrevi:

Tenho medo de temporal.

Diante de tal afirmação, meu esposo não partiria de jeito nenhum. Ele jamais me abandonaria depois de ouvir o desabafo acerca de um dos maiores medos que tenho na vida. O interessante é que ele não se preocupa em fechar uma única janela quando o tempo começa a ficar feio. Quem faz o roteiro de conferências sempre sou eu. Contudo, a sua presença é o guarda-costas da minha coragem, o parapeito dos meus pavores climáticos.
Isso faz pensar que ocupamos na vida do outro aquilo que ele nos autoriza a ser, mesmo que nem sempre saibamos disso.

O medo de temporal trago da infância. Na casa de madeira, pelas frestas das tábuas, em dias de chuvas e trovoadas, dava para ver o clarão dos raios que atingiam o nosso mato de eucalipto. Nada podia ser mais assustador. A mãe queimava ramos e caminhava pela casa fazendo o sinal da cruz com a fumaça. Quanto mais barulho a natureza fazia, mais alto a gente rezava. Só a proteção divina poderia nos acudir diante da força da natureza. Tantas vezes, imprevisível, furiosa e descontrolada.

O homem dispõe de tecnologias, técnicas e ciência para antever as condições meteorológicas, mas nunca com certeza absoluta, por mais dados que tenha para acertar nas previsões. E esse fragmento de imprevisibilidade é que desacomoda e nos deixa em estado de alerta.

Se a gente retomar a provocação que fiz no começo da minha fala: qual expressão seria capaz de amolecer o coração da pessoa que você ama? Fico pensando que o amor conjugal pode ser comparado ao clima.

Ninguém tem garantia total de que sua relação será duradoura. Infinitas possibilidades podem mudar o rumo da vida de um casal. Mas é justamente essa porção de incerteza que instiga a pessoa a ficar alerta, a prestar atenção nas nuvens que podem, de uma hora para outra, ofuscar o sol dos afetos. Nuvens feitas de mau humor constante, de falas agressivas, de falta de interesse, de ausência de cumplicidade e de tantos outros componentes que podem arruinar a vida a dois.

Texto por Dirce Becker Delwing, jornalista, psicóloga e psicanalista clínica


1 comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui