Nicolás Maduro reabre cassinos em busca de oxigênio para a economia venezuelana

Há 10 anos, Hugo Chávez ordenou o fechamento de todos os cassinos e casas de bingo na Venezuela


0
Foto: Presidência da Venezuela

Há 10 anos, Hugo Chávez ordenou o fechamento de todos os cassinos e casas de bingo na Venezuela. A medida deixou mais de 100 mil desempregados e dezenas de enormes edifícios abandonados. Agora, seu sucessor, Nicolás Maduro, autorizou o funcionamento de 30 estabelecimentos em todo o país. É outro sinal da guinada que vem sendo adotada pelo governo chavista, acuado pela mais grave crise econômica da história recente do país.

O anúncio não foi feito formalmente, mas vários negócios de jogo em hotéis e clubes do país já receberam autorização para funcionar. Pelo menos 10 deles estão localizados em Caracas. O retorno dos cassinos teve um prelúdio em 2020, com a inauguração de uma sala de jogos no exclusivo Hotel Humboldt, complexo construído na década de 1950, durante a ditadura militar de Marcos Pérez Jiménez.

A reversão da medida de Chávez conflita, porém, com a legislação vigente sobre o assunto, sancionada antes do chavismo. De acordo com a norma que regulamenta as salas de bingo, nas instalações onde operam as máquinas caça-níqueis e os cassinos é necessário um referendo consultivo para sua instalação. Eles deveriam se estabelecer em áreas declaradas turísticas e aptas para seu funcionamento.

Durante o veto aos cassinos, a atividade não cessou de todo. Alguns estabelecimentos continuaram a operar clandestinamente e, desde o ano passado, em meio ao tédio da pandemia, as casas de jogos de pôquer ilegais ganharam impulso.

A reduzida economia venezuelana é sustentada por atividades comerciais, serviços e um turismo incipiente, já que o aparato produtivo está totalmente prostrado e a desmantelada indústria petrolífera tenta produzir apenas algum combustível para reduzir a severa escassez.

Fonte: El País

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui