No campeonato mundial do whisky, deu Japão

Em 2020, o Hakushu, do conglomerado de bebidas Suntory, foi eleito o melhor uísque single malt do mundo no World Whiskies Awards — o Oscar do destilado


0
Foto: Divulgação

O processo de destilação de bebidas e antigo e foi descoberto no século VIII, pelo cientista árabe Jabir ibn Hayyan, em uma cidade atualmente no território do Iraque. Somente no século XII as civilizações ocidentais conheceram os seus estudos Eles se referiam à bebida em um termo arábico que significa “água da vida”, que em gaélico, língua falada antigamente na Escócia, se traduz para “uisge beatha”. Assim temos a origem do nome.

O whisky é uma bebida alcoólica destilada de cereais, muitas vezes incluindo malte, que foi envelhecida em barris. O teor alcoólico de um whisky vai de um mínimo legal de 40%, e apesar de não ter limite máximo, o maior teor comum a ser encontrado é de 63,5%.

O uísque ganha 60% do seu sabor baseado no tipo de barril usado no seu envelhecimento, por isso a maioria das classificações baseia-se no tipo de madeira usado e na qualidade da flambagem e queima da madeira.

Medico e gourmet Marcos Frank fala sobre culinária nas sextas-feira no quadro “Direto Ao Ponto” (Foto: Divulgação)

Surgindo na Europa com uma ajudinha da dos árabes, o whisky foi levado às Américas pelos imigrantes escoceses e irlandeses em meados do século XVIII. Foram os imigrantes nos Estados Unidos que passaram a utilizar milho na produção de whisky e deram origem ao agora tradicional Bourbon. O whisky escocês também chegou ao Japão no século XX, para onde fora levado por um químico japonês conhecido como Masataka Taketsuru. Quando falamos de excelência em whisky pensamos em Escócia, Irlanda ou Estados Unidos. Só que nos últimos anos, a excelência no mundo dos whiskys está vindo da terra do sol nascente.

Em 2020, o Hakushu, do conglomerado de bebidas Suntory, foi eleito o melhor uísque single malt do mundo no World Whiskies Awards — o Oscar do destilado. Na categoria de melhor lançamento limitado de uísque blended, deu Japão de novo, com o Ichiro’s Malt & Grain. Não foi uma zebra. Desde 2015, o Japão leva pelo menos um prêmio de melhor uísque do mundo. Então, quando ouvir falar em carro japonês ou whisky japonês, e bom levar a sério a qualidade.

Brigadeiro de whisky, receita por Carol Sales, da Brigaderia Chic

Ingredientes

  • 1 lata de leite condensado
  • 1 colher (sopa) de manteiga sem sal
  • 150g de chocolate ao leite fracionado
  • 150g de chocolate ao leite ralado
  • 50ml uísque
  • Manteiga para untar quanto baste

Modo de preparo

Coloque em uma panela o leite condensado, a manteiga e o chocolate fracionado e mexa em fogo baixo até a massa engrossar. Adicione o uísque e mexa até dar o ponto do brigadeiro (ou até desgrudar do fundo da panela). Unte um prato de sopa e coloque o brigadeiro para esfriar. Depois de frio, faça bolinhas (com as mãos untadas de manteiga) de tamanho uniforme e passe no chocolate ralado. Tempo: 40 minutos | Porções: 20 unidades

Por Marcos Frank, médico e gourmet

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui