“Nós não vamos aderir”, diz Marcelo Caumo sobre lockdown no Vale do Taquari

Uma nota assinada pelo coordenador da 16ª Coordenadoria Regional de Saúde, Edgar Cerbaro propõem a medida para a região.


8
Marcelo Caumo, prefeito de Lajeado (Foto: Rodrigo Gallas / Arquivo / Rádio Independente)

O prefeito de Lajeado Marcelo Caumo comentou a proposta divulgada em uma nota assinada pelo coordenador da 16ª Coordenadoria Regional de Saúde, Edgar Cerbaro. Na publicação o mandatário do órgão regional sugere lockdown de 14 dias para toda a região, com a intenção de reduzir a circulação do coronavírus no Vale do Taquari.


ouça a reportagem 

 


 

A decisão foi tomada em reunião virtual realizada na tarde desta terça-feira (2) envolvendo representantes das comissões intergestoras das regiões Covid 29 e 30 do Modelo de Distanciamento Controlado do Rio Grande do Sul, compostas pela 16ª Coordenadoria Regional de Saúde, e secretários municipais de saúde do Vale do Taquari.

A sugestão teria sido encaminhada à Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat) nesta quarta. O chefe do executivo lajeadense disse que sequer há uma definição do conceito de lockdown, não concordou com a sugestão. “Nós podemos ser ainda mais rígidos, cumprir todas as regras da bandeira preta, mas não se tem nem a definição do que seria esse lockdown, no ano passado Lajeado passou por isso quando os frigoríficos ficaram parados, não queremos passar por isso novamente, o resultado não foi nada satisfatório”, diz Caumo.

Segundo Cerbaro, que assina a nota da 16ª Coordenadoria Regional de Saúde, o lockdown terá validade a partir do dia da sua aprovação, caso ocorra, mas não especifica o que poderá e o que não poderá funcionar. O coordenador declarou que estas definições caberão aos gestores dos municípios.

Texto: Júlio César Lenhard
web@independente.com.br

8 Comentários

  1. isso ai vamos deixar morrer mais gente primeiro ,depois a gente fecha.isso e uma pouca da vergonha e que os bonito dos empresario tem que enche os bolso.esse tipo de gente so encherga o proprio umbigo.

  2. SR. prefeito Caumo !
    TUDO BEM QUE O SR. NÃO QUEIRA ADERIR AO LOCKDOWN, MAS PRECISA SACRIFICAR APENAS UMA CATEGORIA ???? ME REFIRO AO COMÉRCIO NÃO ESSENCIAL, E O SR. SABE QUE NÃO É O PRINCIPAL PROPAGADOR DO VÍRUS. NO MEU COMÉRCIO NÃO TIVEMOS NENHUM CASO DE CONTAMINAÇÃO E SOMOS TODOS DA MESMA FAMÍLIA E MORAMOS JUNTOS. É DA CASA PARA O TRABALHO, E DO TRABALHO PARA CASA. JÁ FOMOS PENALIZADOS EM 2020 E AGORA DE NOVO ???? NA CAMPANHA O SR. VEIO E ENCHEU MINHA LOJA DE APOIADORES, AO MENOS DEZ E SEM MÁSCARAS, E EU TE RECEBI, MAS DEVERIA TER TE DEIXADO DO LADO DE FORA !!!! EU NÃO SOU O ÚNICO A TER QUE PRESERVAR VIDAS, TEMOS SETORES COM MUITO MAIOR AGLOMERAÇÃO DO QUE MINHA LOJA, E ESTÃO FUNCIONANDO !!!!! PORQUE SR. PREFEITO ???? USE DO BOM SENSO, E USE O PAU QUE BATE EM CHICO PARA BATER EM FRANCISCO TAMBÉM !!! OU NÃO TEM CORAGEM ????

  3. Se esconder dentro de casa não resolve absolutamente nada, todos em um momento ou outro vão contrair a Covid19. Uns vão sentir mais, outros absolutamente nada.

  4. Entendamos que em uma região que votou em peso no Bolsonaro, que se nega a falar de mansão que filho de Bolsonaro comprou com dinheiro que não existe, não aceitará parar o comércio em pról da sociedade ou da comunidade, indiferente de quantas pessoas morrerem. Bolsonaristas e seguidores não darão importância mesmo que morrerem 100 ou 1000 pessoas diariamente na região. Essa é nossa realidade, mesmo que o mundo inteiro esteja dizendo o contrário, o Brasil segue suas próprias ideologias. Hoje ideologias cristãs, onde o número de mortes indiferente de qual seja é justificado com “Deus quis assim e não adianta fazer nada por que Ele quer assim”.

  5. Estamos numa momento crítico que poderia ter sido evitada se as pessoas tivessem consciência e não se aglomerassem no carnaval ou então que o poder público estivesse realmente fiscalizando e não fazendo de conta. Agora o comércio que se vire pra pagar as contas, aluguel, impostos…que por sinal a prefeitura ja esta cobrando né prefeito?!Vergonha punir só os trabalhadores do comércio

  6. Boa Prefeito Caumo.

    Pode abrir comércio, desde que adotem as medidas de segurança e higiene. Alguém vai pagar nossas contas?

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui