“Nós temos que saber onde está nosso prazer”, diz sex personal trainer


0
Foto: Rodrigo Gallas

Recebemos no programa Papos de Mulher deste sábado, a Sex Personal Trainer Rita Rostirolla. Considerada a primeira Sex Personal Trainer do Brasil por ter sido pioneira ao desenvolver técnicas especiais de sedução e conquista, a gaúcha é consultora comportamental, especialista há cerca de 16 anos na abordagem de assuntos como autoestima, estética, comportamento feminino e masculino, repressão sexual, comunicação entre os casais, rotinas dos relacionamentos, intimidade e sensualidade.

Segundo ela, embora haja um extremo empoderamento feminino no século XXI, ainda há muito tabu para que mulheres falem sobre sexo, bem-estar e autoestima feminina, inclusive dentro de relacionamentos. Além disso, ela cita que na intimidade ela acaba não se permitindo, e por isso, é comum que ela sofra com problemas e se limite. “Tá na hora das mulheres pensarem que nós somos donas do nosso corpo sim, mas nós temos que saber onde está nosso prazer, independentemente se for com um homem ou não”, cita.


ouça a entrevista


Para a personal o homem possui uma visão diferente sobre si, e possui um autoconhecimento superior. Outro fator que influência na autoestima feminina são os esteriótipos colocados a prova dentro da sociedade.

Rita já ajudou mais de 600 mil mulheres a mudarem a rotina do seu dia a dia e relacionamentos no Brasil e no exterior, com aulas que ensinam o trabalho com a autoestima, desinibição, renovação de relacionamentos e dicas diversas para a intimidade.

Contatos com a personal podem ser feitos através do site ou página no Facebook. KO


Projeto da dona do Google acompanhará 10 mil pessoas para antecipar diagnóstico de doenças

A Verily, companhia especializada em saúde da Alphabet, empresa-mãe do Google, propôs acompanhar 10 mil pessoas alguns anos para detectar sinais que possam antecipar o surgimento de doenças. A iniciativa faz parte de um projeto apresentado nesta semana.
O estudo, denominado “Project Baseline” e realizado em colaboração com as universidades de Duke e Stanford, aspira a estabelecer “um mapa da saúde humana” através da identificação de uma ampla gama de dados médicos, de comportamento e genéticos.

Para isso, os participantes usarão diariamente um dispositivo conectado no pulso e outros sensores. O acompanhamento será feito também através de visitas regulares a uma clínica e de questionários e pesquisas interativas via smartphones ou computadores.

A Verily afirma em seu comunicado que recolherá amostras biológicas (sangue, saliva) e dados clínicos, físicos, ambientais, moleculares e genéticos, imagens médicas, assim como informações proporcionadas pelos próprios participantes.

A empresa quer estabelecer, assim, uma base de dados de referência “que possa ser utilizada para compreender melhor a transição entre a boa saúde e a doença, e identificar os fatores de risco adicionais”.

O projeto espera registrar os marcadores biológicos preditivos, que apontam que uma doença cardiovascular ou um câncer estão se desenvolvendo.

A seleção de participantes, que serão acompanhados durante ao menos quatro anos, começará nos próximos meses.

A informação compilada será guardada na plataforma de armazenamento de dados on-line, conhecida como a “nuvem”, do Google, e a Verily aspira no futuro a colocar essas bases de dados anônimos à disposição dos pesquisadores.

A marca foi lançada oficialmente como uma empresa independente em 2015, e faz parte das grandes apostas para o futuro que foram separadas da atividade principal do Google e agora dependem diretamente do holding do grupo, Alphabet.

Fonte: G1


Queijo curado no vinho

Ingredientes:

– Uma peça de queijo colonial
– vinho tinto seco
– vinagre de vinho tinto
– azeite
– sal
– pimenta preta em pó

Preparo:

Coloque quantidade de vinho e vinagre em uma forma, a ponto de tapar meia peça do queijo a ser curado. Por dois dias, deixe a peça mergulhada na mistura, virando o queijo algumas vezes, para o vinho pegar nos dois lados. Mantenha a forma coberta com plástico filme.

Após esse processo, retire o queijo, seque bem com papel toalha. Em seguida, passe azeite no queijo para fixar bem o sal e a pimenta. Após temperar, ponha a peça em uma redinha de frutas, pendurando em um local fresco e arejado, por cerca de dois meses. Cubra o chão com uma toalha ou recipiente, pois resíduos pingarão ao solo. Uma camada de mofo se formará no queijo durante todo o processo.

Após o período de espera, raspe bem o mofo e lave a peça, secando bem com papel toalha. Está pronto o queijo curado no vinho. Este que eu fiz ficou bem picante e muito saboroso!

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui