“Homem do campo, hoje, é um sujeito tecnologizado”, afirma organizador do Fórum Tecnológico do Leite

Evento será realizado de forma online, de 17 a 19 de novembro, com transmissão ao vivo pelo YouTube do Colégio Teutônia.


0
Foto: Divulgação

Devido às restrições impostas pela pandemia do Covid-19, a 14ª edição do Fórum Tecnológico do Leite de Teutônia será no formato online. A programação ocorre de 17 a 19 de novembro, das 20h às 21h30, no canal do Colégio Teutônia no Youtube.

Com foco na inovação, o Fórum apresentará oito casos de sucesso na atividade leiteira, com produtores trazendo relatos de experiência nas suas propriedades rurais. O evento destaca processos, tecnologias e metodologias da porteira para dentro, com conceitos e técnicas para o homem do campo.


ouça a entrevista

 


“Nós vamos tratar e tratamos a cada edição de uma das mais importantes iniciativas de nosso Vale, que é a cadeia leiteria. E não se trata de falar de uma cadeia que é apenas econômica, mas também tem uma importância social imensamente grande”, ressalta o diretor do Colégio Teutônia e organizador do evento, Jonas Rückert.

“O fórum é um fomentador da cadeia leiteira, porque nós estamos tratando de questões que são muito particulares do cotidiano da propriedade rural, onde essa prática acontece”, ressalta. “O fórum é um espaço de reflexão e afirmação da cadeia leiteira do Vale de alimentos que somos hoje”, pontua.

Diretor do Colégio Teutônia e organizador do evento, Jonas Rückert (Foto: Tiago Silva)

Rückert destaca que “nosso homem do campo, hoje, é um sujeito tecnologizado”. “Ele usa plataformas, ele usa instrumentos tecnológicos, ele tem a tecnologia na sua produção, a exemplo de materiais e insumos das próprias ordenhadeiras”, observa. “A família rural hoje é uma família conectada às tecnologias.”

Saiba mais

Conforme dados colhidos pelo IBGE, o Vale do Taquari produziu 336,5 milhões de litros de leite em 2019, destacando-se o município de Estrela, com 42 milhões. Teutônia, com 33 milhões de litros, vem após, seguido de Anta Gorda, Arroio do Meio e Vespasiano Correia, cada um com aproximadamente 20 milhões.

O valor de produção bruto supera os R$ 426 milhões.

Programação

Terça-feira (17), às 20h

Sistemas de Produção de forragem

– Produção de Forragem em áreas distantes da sede da propriedade Fabrício Balerini / Agropecuária Nova Esperança – Vespasiano Corrêa-RS
– Pastagens de ciclo longo em áreas de lavoura – Propriedade Elio Post/Granja Post- Fazenda Vilanova-RS
Moderação: Fernando Araújo – Cooperativa Dália Alimentos

Quarta-feira (18), às 20h

Sistemas de armazenagem de milho na Propriedade

– Silagem de milho planta inteira – André Hepp/ Agropecuária Vale Verde – Paverama-RS
– Silagem de Grão úmido – Fabrício Balerini / Agropecuária Nova Esperança- Vespasiano Corrêa-RS
– Secagem e armazenagem de milho grão – Família Tremea – Dois Lajeados-RS
Moderação: Cristiana Baruel Terra – Colégio Teutônia e Cooperativa Languiru

Quinta-feira (19), às 20h

Sistemas de ordenha

– Ordenha Canalizada – Sistema Saída Rápida Nestor Reckziegel/ Granja Reckziegel- Paverama-RS
– Sistema de Ordenha Carrossel – César Meinerz / Granja Meinerz- Estrela- RS
– Ordenha Robotizada – Tair Fell / Fazenda Fell- Estrela-RS
Moderação: Maicon Berwanger / Emater-RS

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui