“Nosso objetivo é nos próximos anos nos tornar o melhor hospital do interior do RS”, diz vice-presidente do HBB

Pela segunda vez em dois anos, a instituição se mantém entre os 100 melhores hospitais do Brasil


1
Marcos Frank, vice-presidente do HBB (Foto: Jonas de Siqueira)

Nesta semana, a revista semanal Newsweek, a segunda maior dos Estados Unidos, publicou uma pesquisa global realizada em parceria com a Statista Inc. que aponta os melhores hospitais do planeta.

O Hospital Bruno Born (HBB), de Lajeado, está, pela segunda vez em dois anos, na 95ª posição na lista dos melhores hospitais do Brasil. O HBB é considerado o melhor hospital do Brasil em cidade com menos de 100 mil habitantes. Além de Lajeado, apenas quatro cidades do estado têm hospitais ranqueados entre os 100 melhores, são elas: Porto Alegre, Caxias do Sul e Passo Fundo

 

Marcos Frank, vice-presidente do HBB, comemora o resultado e destaca o comprometimento da equipe. “É o reconhecimento de um trabalho de mais de uma década que vem sendo reconhecido”, comenta.

“Nosso objetivo é nos próximos anos nos tornar o melhor hospital do interior do RS”, afirma Frank. Entre os principais avanços dos últimos anos, o vice-presidente lembra que com o passar dos anos o HBB foi crescendo, conquistando espaço e oferecendo novos serviços. Conforme o médico, o reposicionamento estratégico do hospital, ampliação dos serviços prestados para operadoras de saúde, parceria com a Univates na implantação do Curso de Medicina, excelência e formação dos profissionais, foram fatores fundamentais para o reconhecimento.

A pesquisa

A lista foi elaborada em 25 países e cita dois mil hospitais que atuam com base na excelência consistente no atendimento, médicos diferenciados, cuidados de enfermagem de primeira linha e tecnologia de ponta.

Os países que constam na lista foram selecionados principalmente com base no padrão de vida / expectativa de vida, tamanho da população, número de hospitais e disponibilidade de dados. https://www.newsweek.com/best-hospitals-2021/

As listas são baseadas em três fontes de dados:

• Recomendações de especialistas médicos (médicos, gerentes de hospitais, profissionais de saúde)
• Resultados de pesquisas com pacientes
• Indicadores de desempenhos médicos em hospitais

1 comentário

  1. Vai ter que remar muito pra isso acontecer. Falta muita empatia de alguns médicos e até conhecimento. NÃO é de hj…Lajeado cheio de casos de dengue e nota-se que não conhecem a doença. Mandam paciente com problemas de imunidade pra casa e procurar um posto de saúde. Aí no posto falam pra retornar em sete dias, sem nenhum realizar um exame de sangue. O que acontece? paciente tem piora, exames sanguíneos preocupantes e necessidade de internação. VERGONHOSO O ATENDIMENTO, UM MEDICO DESPREPARADO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui