Nova Zelândia quer proibir venda de cigarros para as próximas gerações

Nenhum neozelandês nascido depois de 2008 poderá comprar tabaco de acordo com as novas leis de saúde propostas


0
Foto: GETTY IMAGES

A Nova Zelândia quer aumentar as restrições para a compra de cigarro. A ideia é aumentar progressivamente a idade mínima permitida para o consumo do tabaco. A proposta foi apresentada nesta quinta-feira, 9. Com a medida, qualquer pessoa nascida depois de 2008 não poderá comprar cigarros ou produtos derivados do tabaco, de acordo com a lei que deve ser encaminhada ao Parlamento até junho do próximo ano. A expectativa é aprovar o texto até o fim de 2022.

Atualmente, Nova Zelândia proíbe a venda de cigarro a menores de 18 anos. Com a nova lei, a partir de 2027 a medida será aumentada em um ano a cada doze meses. Com isso, uma pessoa de 14 anos em 2027 não poderá comprar cigarros aos 60 anos, em 2073. Isso irá impedir que a geração que neste momento chega aos 18 anos nunca poderá comprar cigarro de maneira legal, disse a ministra adjunta da Saúde, Ayesha Verrall.Verrall destacou que o governo também deve legislar para restringir os locais de venda de cigarro e permitir apenas produtos com baixo teor de nicotina no mercado para reduzir as probabilidades de vício das pessoas.

A Nova Zelândia quer reduzir sua taxa nacional de fumantes para 5% até 2025, com o objetivo de eventualmente eliminá-la por completo. No momento, 13% dos adultos da Nova Zelândia fumam. O ministério da Saúde afirmou que fumar causa um em cada quatro cânceres e continua sendo a principal causa de morte evitável para a população do país de cinco milhões de pessoas.

Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui