“Num ano de pandemia, nós estamos crescendo 25%”, afirma presidente da Languiru

Neste ano, a cooperativa projeta um faturamento próximo de R$ 1,8 bilhão. 


0
Presidente da Cooperativa Languiru, Dirceu Bayer (Foto: Divulgação)

Mesmo em ano comprometido pela pandemia de coronavírus, a Cooperativa Languiru experimenta resultados positivos em seus negócios. “Estamos em plena expansão e, num ano de pandemia, nós estamos crescendo 25% neste ano”, afirma o presidente, Dirceu Bayer, que exalta o modelo de negócio da Languiru.

Neste ano, a cooperativa projeta um faturamento de R$ 1,8 bilhão. “Em plena pandemia, nós crescemos em torno de 400 postos novos de trabalho na Languiru. Então, o nosso modelo gera impostos, gera empregos e gera renda”, pontua.


ouça a entrevista

 


 

Segundo ele, a cooperativa de 64 anos destaca-se com quantidade variada de produtos e especial atenção à agregação de valor à matéria-prima, com tecnologia de ponta.

SAIBA MAIS:
Supermercado Languiru do Shopping Lajeado pode abrir em 16 de outubro

Destaque em prêmio estadual

Pelo segundo ano consecutivo, a Languiru foi premiada no “Vencedores do Agronegócio 2020”, organizado pela Federasul. A cooperativa foi reconhecida com o case do Leite Languiru Origem, que está em seu segundo ano de produção e está com aceitação em escala ascendente, segundo Dirceu Bayer.

“Esse reconhecimento é muito importante. Ele mostra que a Cooperativa Languiru está no caminho certo, principalmente na questão da sustentabilidade e lançamentos de novos produtos, produtos diferenciados”, destaca.

Conforme o gestor, o produto conta com tecnologia de ponta. “Ele dá segurança alimentar, porque é um produto que não sofre interferência do homem. Ele vem direto do nosso produtor, trazido até a indústria através de caminhões frigoríficos, que fazem com que esse produto seja envazado no máximo 24 horas depois do recebimento. E também não há a necessidade do uso de estabilizantes e conservantes. O leite Origem é rastreado, desde o produtor até o consumidor final. É um produto de ponta”, afirma.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui