Caso de variante delta em Bom Retiro do Sul foi algo isolado, diz secretário de Saúde

Paulo Ricardo Marmitt observa que se a cepa indiana estivesse circulando no município, o número de casos aumentaria, o que não ocorreu


0
Secretário de Saúde do município, Paulo Ricardo Marmitt (Foto: Jonas de Siqueira)

Um dos 19 casos da variante Delta no Rio Grande do Sul confirmados pelo Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) na última quinta-feira (2), é de uma moradora do município de Bom Retiro do Sul. 

O secretário de Saúde do município, Paulo Ricardo Marmitt, conta que após o caso ser classificado como suspeito, no dia 18 de agosto, o Laboratório Central (Lacen) identificou uma anomalia e encaminhou uma amostra para a Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), onde a informação foi confirmada. 

O titular da pasta salienta que a principal característica da variante delta é o alto poder de contaminação, o que não ocorreu no município. “Por se tratar de um único caso, poderia haver algum erro de avalição?”, questiona Paulo. A paciente tinha 86 anos, e faleceu no dia 2 de agosto. “Como uma senhora reclusa em casa poderia ter se contaminado?”, pondera. Paulo supõem que ela possa ter sido contaminada ao receber a visita de algum parente. 

Na visão do secretário de Saúde, se a cepa indiana estivesse circulando na cidade, necessariamente, o número de casos aumentaria, o que não ocorreu em Bom Retiro do Sul. ”Esse caso de variante delta foi algo isolado”, afirma. 

“Informar a confirmação de uma variante é algo preocupante que causa pânico e preocupação”, comenta. Marmitt frisa que desde o início da pandemia o município tem adotado cuidados especiais em qualquer situação de covid-19. Qualquer munícipe que estiver com sintoma deve procurar uma das Unidade Básica de Saúde (UBS) ou o Centro de Cuidados Respiratórios.

Conforme os dados do boletim epidemiológico, o município, com mais de 13 mil habitantes, registrou 985 casos positivos. Destes 945 casos já são considerados recuperados. Foram 35 mortes em decorrência da covid-19. Atualmente quatro casos são considerados ativos e seis pessoas seguem em isolamento. 

Veja a entrevista 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui