Posto da Polícia Rodoviária Federal poderá sair do Bairro Conventos

Dificuldades operacionais ligadas à duplicação da BR-386 embasam a medida.


0
Foto: Natália Ribeiro/Arquivo Independente

O Posto Operacional da 4ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal (PRF), atualmente localizado às margens da BR-386, no Bairro Conventos em Lajeado, desde sua inauguração, em meados da década de 1980, poderá mudar de endereço.

De acordo com o chefe de operações da 4ª Delegacia da PRF, Paulo Reny da Silva, a medida se deve às implicações da duplicação da rodovia. “Tivemos acesso aos projetos de duplicação da BR-386, a ser realizada nos próximos anos pela concessionária CCR Viasul, e infelizmente, a via lateral à rodovia vai passar muito próximo da nossa unidade, deixando um espaço muito pequeno entre o prédio e a via lateral. Por isso, em razão da falta de segurança ou do risco de um acidente envolvendo usuários da rodovia, ou os próximos servidores da PRF, estamos buscando opções para manter a operacionalidade e a segurança dos servidores. Uma das opções é a mudança do local”, explica Reny.

Outro motivo para a migração envolve questões estratégicas. Um viaduto e um retorno serão construídos no trecho à frente do posto da PRF, no sentido Marques de Souza/Lajeado. A estrutura permitirá que os condutores tenham ampla visibilidade da unidade operacional, o que permitirá que eventuais contraventores desviem a rota, evitando assim, uma possível abordagem dos patrulheiros, que rotineiramente fazem operações de fiscalização em frente à unidade. “Com certeza isso maximiza as possibilidades de retorno. Lajeado tem diversas transversais à rodovia e a gente sabe que muitos fazem uso do desvio para não passar na frente da unidade”, revela.

As opções

As opções de local para construir a nova sede da PRF ainda estão sendo avaliadas. Porém, conforme Paulo Reny, a preferência é de que o prédio seja edificado em algum trecho da BR-386, na área do município de Lajeado. “Temos várias opções, mas a busca é por um local que ofereça condições operacionais. Numa avaliação inicial é a manutenção em Lajeado. Infelizmente a cidade não oferece muitos pontos. Nos resta a alternativa que é passando a ponte do Arroio Forquetinha, para quem vai de Lajeado à Marques de Souza. Aquele segmento ali atenderia as necessidades da instituição. Não temos aval de que isso será possível. Em resumo, o que não temos é um terreno próprio. Teríamos que contar com os manuais, que permitirá a construção em área de domínio, ou a desapropriação de alguma área”, adianta o chefe de operações da PRF.

Troca de endereço é discutida em Brasília

A possibilidade de realocação do posto da PRF, hoje instalada no Bairro Conventos, está em discussão em Brasília. Paulo Reny esclarece que caberá ao governo federal dar o aval para a proposta. “Tão logo tomamos conhecimento do projeto de duplicação, em agosto 2019, iniciamos as tratativas com a ANTT (Agência Nacional dos Transportes Terrestres) no Rio Grande do Sul e depois, levando para Brasília. Hoje o tema está sendo tratado pela alta gestão da PRF na Capital Federal, ministérios da Justiça e dos Transportes. Não é possível precisar uma data para que a decisão final seja tomada, porém, isso deve acontecer antes da finalização das obras de duplicação, que tem prazo de dois anos. O que não queremos é ter que trabalhar com máquinas operando na frente da nossa unidade, aos nossos pés, e, daqui a pouco, colocando em risco os envolvidos no nosso trabalho diário. Às vezes temos que fazer manobras e saídas rápidas, e entre máquinas e canteiros de obras, isso iria dificultar bastante”, finaliza o policial.

A 4ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal é responsável pelo patrulhamento dos trechos compreendidos entre os quilômetros 199 e 440 da BR-386, e do 263 ao 342 da BR-470.

Texto:Luís Fernando Wagner
noticias@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui