“O que mais me chamou a atenção é a segurança das pessoas”, destaca proprietário de corretora teutoniense sobre viagem a Dubai

Seja nos estabelecimentos, na rua ou em nos pontos turísticos, a preocupação em ser assaltado ou sofrer com algum problema de segurança é quase nula


1
Foto: Ricardo Sander

Um dos pontos que mais tem chamado a atenção do grupo de lideranças do Vale do Taquari que está em Dubai é a segurança. Seja nos estabelecimentos, na rua ou em nos pontos turísticos, a preocupação em ser assaltado ou sofrer com algum problema de segurança é quase nula. Este foi um dos principais motivos que levou a empresa Poolseg Corretora de Seguros, de Teutônia, a participar da missão. Proprietário da empresa, Ervino Scheeren, que foi presidente da CIC Teutônia entre 2001 e 2003 e 2008 a 2009, destaca que, pelo que se pode perceber, está é uma questão cultural do país árabe.


ouça a entrevista

 


“Realmente, o que mais chama a atenção por aqui é a segurança das pessoas. O governo local dá uma atenção muito especial. Inclusive, algumas autoridades locais nos falaram que Dubai tem a  pretensão de ser o melhor país de se viver do mundo, e isso claro que envolve a segurança”, discorreu. 

Ervino ainda conta sobre a expectativa em participar da Expo Dubai: “A Poolseg tem historicamente olhado e aprendido com muita ênfase em planejamento estratégico e  inovação. Então um dos principais focos é levar um pouco mais a cultura empresarial e a cultura que move a Dubai para a nossa realidade. O comércio digital está evoluindo violentamente e precisamos virar a página e aprender com este povo que tem impressionado nesta parte de inovação”, destacou. 

A cobertura da Missão Empresarial para a Expo 2020 Dubai na Rádio Independente tem o apoio de: Sollar Sul Energia Solar, Brincasa, Languiru, Smart Tecnologia em Comunicação e Kaimon Concessionária Kia e Mitsubishi.

Texto: Vinicius Mallmann, com informações de Ricardo Sander diretamente de Dubai
regional@independente.com.br

1 comentário

  1. Me chama a atenção que tanto a Independente, quanto o jornal A Hora, sequer publicaram uma linha sobre o contexto político dos Emirados Árabes. Lá não é tudo luxo e paraíso. Existe um regime extremamente autoritário, que desrespeita os direitos humanos e que nada mais oportuno que expor este lado também. Espero que alguém publique ao menos uma linha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui