O suicídio nunca tem um motivo só, afirma psiquiatra

Rafael Moreno aponta que a genética tem grande influência, por isso é importante atentar para o histórico familiar pré-existe


0
Foto: Pixabay / Ilustrativa

O suicídio, na grande maioria das vezes, é multifatorial, afirma o médico psiquiatra Rafael Moreno em sua participação nesta segunda-feira (27) no quadro “Direto Ao Ponto”. Conforme ele, influenciam nessa decisão uma vida turbulenta, com problemas de ordem pessoal e profissional, e a questão genética (o histórico familiar pré-existente tem grande relevância no diagnóstico e tratamento).


ouça o “direto ao ponto”

 


Médico psiquiatra Rafael Moreno (Foto: Tiago Silva)

Moreno afirma que “nunca é só um motivo o suicídio”. De acordo com ele, os fatores mudam conforme a idade. O profissional explica que na infância e na juventude é um evento incomum, mas entre idosos os índices são altos, cerca de 20% da população nesta faixa etária.

O psiquiatra explica que o indivíduo tenta ou consuma o suicídio como uma forma de tentar eliminar a dor interna que ele está sentindo, algo muito intenso que ele não consegue superar e suportar na parte emocional, que se espalha para o físico. Moreno destaca que o cérebro não consegue diferenciar muito bem dores físicas e mentais, de modo que os sintomas são generalizados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui