O teatro, a pandemia e as suas reinvenções

O quadro “Arte pra não artista” falou sobre uma atividade que se viu impossibilitada de acontecer desde o início da pandemia


0
Foto: Ilustrativa / Pixabay

Nesta quinta-feira, o programa “Arte pra não artista” falou sobre o teatro, essa atividade artística que se viu extremamente prejudicada e, inclusive, impossibilitada de acontecer desde o início da pandemia.

Para refletir sobre essa arte, sobre a força que o teatro tem nas nossas vidas e sobre como os profissionais deste meio estão sobrevivendo e atravessando esse momento, o nosso convidado foi Pablo Capalonga – ator, diretor e professor, natural aqui de Lajeado.


ouça o “arte pra não artista”

 


A conversa girou em torno da trajetória do Pablo, de como ele tem atravessado tantas mudanças e adequações, e sobre qual a importância que o teatro tem na vida das pessoas. Pablo narra que não parou, seguiu trabalhando e se ajustando, reinventando, apesar do grande desafio que isso implica.

Para finalizar o quadro, Gabriela declara sua paixão ao teatro e sua admiração a todos os profissionais que estão se reinventando nessa pandemia.

Ela encerra o quadro parafraseando o poeta e dramaturgo espanhol Frederico Garcia Lorca: “O teatro é a poesia que sai do livro e se faz humana”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui