OAB/RS pede reabertura dos fóruns e possibilidade de realização de audiências presenciais

No Foro de Lajeado tramitam cerca de 30 mil processos, e, segundo observa a diretora, aproximadamente a metade já é de forma virtual.


0
Presidente da subseção da OAB/RS em Lajeado, Alessandra Glufke, e a diretora do Foro de Lajeado, juíza Carmen Rosa Constante (Foto: Tiago Silva)

A Ordem dos Advogados do Brasil no Rio Grande do Sul (OAB/RS) enviou um ofício ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) com um pedido para a reabertura dos fóruns e a retomada dos prazos dos processos físicos na Justiça do Rio Grande do Sul.

Os fóruns estiveram fechados durante a bandeira preta e só foram reabertos para atendimento a partir desta quarta-feira (28), quando entrou em vigor as mudanças do modelo de distanciamento controlado do RS, com a conversão de todo o estado de bandeira preta para bandeira vermelha. Porém, a rotina foi alterada por uma invasão hacker entre esta quarta e quinta-feira (29).

A presidente da subseção da OAB/RS em Lajeado, Alessandra Glufke, diz que por trás do pedido de advogado, há o interesse das partes. “O que a gente lembra, inicialmente, é que atrás de cada advogado há os interesses de uma pessoa, de uma empresa, de uma família. Quando os advogados estão falando por essa retomada, estão falando pela cidadania”, expõe.


ouça a entrevista

 


 

Alessandra diz que o problema se dá principalmente nos processos físicos, já que nos processos virtuais puderam ter andamento durante o período de maiores restrições em função da pandemia de coronavírus. Ela lembra que os advogados não conseguiam ser intimados nesses processos, bem como as audiências presenciais ficam prejudicadas. A presidente da subseção de Lajeado lembra que o Judiciário estava em regime de plantão para casos de natureza urgente.

A diretora do Foro de Lajeado, juíza Carmen Rosa Constante, explica que “a única coisa é que nós não estamos fazendo nos processos são as audiências presenciais, porque a maioria dos advogados não concorda em fazer audiência virtual”. No Foro de Lajeado tramitam cerca de 30 mil processos, e, segundo observa a diretora, aproximadamente a metade já é de forma virtual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui