Obras na ERS-129 devem ser finalizadas até metade de agosto, estima EGR

Segundo Luis Fernando Vanacor, diretor-presidente da empresa, o trecho entre Muçum e Vespasiano Corrêa exigirá a construção de um aterro com 109 mil metros cúbicos de material


0
ERS-129 em Muçum (Foto: Divulgação)

Está prevista para metade de agosto a finalização das obras no km 88 da ERS-129, entre Muçum e Vespasiano Corrêa, que teve grandes rupturas por conta das chuvas de maio.

De acordo com Luis Fernando Vanacor, diretor-presidente da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) , a recuperação exige um aterro feito com 109 mil metros cúbicos de material.

Para a reconstrução serão necessários momentos de bloqueio total da pista por cerca de uma hora, em virtude das detonações. No processo a empresa buscará evitar que material caia sobre a pista, para “fazer a obra com o maior conforto possível pra comunidade que tem essa necessidade de deslocamento”, segundo Vanacor.

Luis Fernando Vanacor (Foto: Eduarda Lima)

No local foi criado um desvio para veículos leves, que acabou sendo levado pela água diante da enchente que iniciou no domingo (16). Ainda nesta segunda-feira (17) a EGR recompôs o revestimento à base de pedra e voltou a permitir o trânsito na estrada. Outra possibilidade de circulação na região é a via municipal da Linha São Luiz, que está recebendo pavimentação em cerca de 3km.

Além disso, a obra conduzida pela empresa no km 83 de Muçum, na entrada da cidade, precisou ser paralisada em virtude da atenção sobre a recomposição da ERS-129. Já em Cruzeiro do Sul, no acesso ao município, a rotatória deve ser finalizada em até dois meses.

Texto: Eduarda Lima
[email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui