Oito cidades do Vale do Taquari estão sem casos ativos de coronavírus

Cruzeiro do Sul alcançou a marca nesta segunda-feira (2), sendo o município com a maior população entre as cidades, que juntas somam 28.294 mil habitantes


0
Imagem ilustrativa simbolizando o uso de máscara para conter o avanço da doença (Foto: Gabriela Hautrive)

Oito cidades do Vale do Taquari estão sem casos ativos de coronavírus, conforme o acompanhando diário da Rádio Independente feito com as prefeituras dos 36 municípios da região, além de informações obtidas com a Secretaria de Saúde de Cruzeiro do Sul, que alcançou a marca nesta segunda-feira (2). A cidade possui 12.348 mil habitantes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e dos 1.368 munícipes que testaram positivo para a doença, desde o início da pandemia, todos já estão recuperados.

Além de Cruzeiro, o cenário se repete em Doutor Ricardo; Nova Bréscia; Westfália; Forquetinha; Pouso Novo; Canudos do Vale e Coqueiro Baixo, municípios que juntos somam uma população total de 28.294 mil habitantes, sendo 12.348 mil de Cruzeiro e os outros 15.946 divididos entre as demais cidades. A menor delas é Coqueiro Baixo com 1.560 habitantes.

Patrícia Haenssgen, secretária de Saúde de Cruzeiro do Sul (Foto: Joel Alves / Arquivo Rádio Independente)

Conforme a secretária de Saúde e Saneamento de Cruzeiro do Sul, Patricia Haenssgen, a marca positiva é resultado do avanço da vacinação, sendo que a cidade está vacinando a faixa etária de 28 anos, além de adolescentes com comorbidades entre 12 e 17 anos, e devido ao comportamento da população, com uso de máscara e evitando aglomerações. “Acho que todas essas questões contribuíram muito para que pudéssemos chegar nesse índice atual”, completa.

Sobre os próximos dias, a titular da pasta diz que é difícil fazer uma previsão a respeito da manutenção de zero casos ativos, mas se ter uma ideia de acordo com números dos últimos meses. “Nós tínhamos 44 casos ativos no início de junho, na segunda semana em diante, até o final de junho, mantemos uma média de 10 a 15 casos”, relata a secretária.

Mesmo com números positivos, população deve seguir com os protocolos de higiene (Foto: Gabriela Hautrive)

Depois disso, Patricia informa que julho caiu para cinco casos, teve uma alta para 18, começando a diminuir novamente, até chegar a marca de zero nesta segunda-feira (2). “Então a gente vem em um nível decrescente de casos e isso é muito positivo, mas poder fazer uma previsão é muito difícil até pelo momento em que estamos vivendo com um inverno rigoroso e que afeta questões respiratórias”, explica.

A secretária não está à frente da pasta desde o início da pandemia, mas pelas informações que têm, acredita que esse seja o melhor cenário em Cruzeiro do Sul até o momento. “Avaliando do início do ano para cá, sem dúvida nenhuma, é o nosso melhor cenário”.

Na cidade 40 pessoas morreram em decorrência da Covid-19 desde o início da pandemia, em março de 2020, e ao todo, 1.368 pessoas contraíram a doença. Atualmente 6.663 já foram imunizadas com a primeira dose da vacina contra o coronavírus e outras 3.088 com a segunda dose. A Rádio Independente atualiza diariamente o número de novas infecções em todos os 36 municípios do Vale do Taquari.

Neste domingo (1º), o estado atribuiu seis novos casos de Covid-19 para região. Conforme a Secretaria Estadual da Saúde, a região chegou a um total de 46.845 casos registrados de coronavírus. Destes, 45.545 são considerados recuperados (97,2%), além de 404 (0,8%) casos ativos. A taxa de letalidade é de 1,8%, com 821 óbitos reconhecidos pelo Estado. Dos casos ativos, Lajeado é o município com maior número: 84, seguido de Teutônia (40); Estrela (39) e Encantado (23).

Municípios sem casos ativos e sua população

Cruzeiro do Sul – 12.348 habitantes;
Doutor Ricardo – 2.074 habitantes;
Nova Bréscia – 3.337 habitantes;
Westfália – 3.014 habitantes;
Forquetinha – 2.424 habitantes;
Pouso Novo – 1.832 habitantes
Canudos do Vale – 1.705 habitantes
Coqueiro Baixo – 1.560 habitantes

Texto: Gabriela Hautrive
reportagem@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui