Olimpíadas: no judô, brasileira Maria Portela é eliminada após decisão polêmica

Judoca foi às lágrimas depois da derrota no mais longo combate desta edição das Olimpíadas


0
Foto: Gaspar Nóbrega/COB/Divulgação

A participação de Maria Portela nas Olimpíadas de 2020 se encerrou após uma longa luta, de quase 15 minutos. A judoca brasileira, da categoria até 70kg, foi eliminada nas oitavas de final, com derrota para a russa Madina Taimazova, depois de 10min58 de golden score, por decisão dos árbitros.

E deixou o tatame do Nippon Budokan às lágrimas. Houve reclamações por um wazari não computado a favor dela momentos antes, mas a lutadora gaúcha evitou criticar a decisão do juiz. “O árbitro, se a gente não define, ele tem que definir. E quem tiver um pouco mais de iniciativa, vai levar. Não foi culpa dele. Eu tinha que ter sido mais agressiva, imposto mais o ritmo, por mais que não fosse efetiva. Isso foi o que ela fez e acabou levando”, disse a décima colocada no ranking mundial. A luta entre Portela e Madina foi muito travada.

E após os quatro minutos regulamentares sem a aplicação de golpes, seguiu para o golden score. No tempo extra, ambas receberam dois shidôs — uma advertência — por falta de competitividade. E um suposto golpe aplicado pela brasileira foi avaliado pelo vídeo. Mas o wazari não foi validado.

Fonte: CNN

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui