ONGs que cuidam de animais de rua no Afeganistão tentam tirar cães e gatos do país antes do prazo de 31 de agosto

Grupos que cuidam de animais no Afeganistão tentam tirar tanto os próprios funcionários como os cães e gatos que estão sob seus cuidados antes do dia 31 de agosto


0
Imagem sem data de um perfil em uma rede social da organização Kabul Small Animal Rescue (Foto: Reprodução/Facebook)

Duas organizações não-governamentais de Cabul, no Afeganistão, tentam levantar dinheiro e encontrar uma maneira de retirar centenas de gatos e cachorros do país até o dia 31 de agosto, data limite estabelecida pelo Talibã para a retirada dos soldados dos Estados Unidos e outros países que formaram uma coalizão militar que esteve no país durante 20 anos.

A ONG, a Kabul Small Animal Rescue, tenta juntar US$ 1,5 milhão para tirar seus funcionários e cerca de 200 cães e gatos do Afeganistão, de acordo com um texto da National Public Radio, dos Estados Unidos.

A entidade tem uma diretora nos EUA, Charlotte Maxwell-Jones, que afirma que não sabe se será possível sair do país depois do dia 31 de agosto. Eles ainda precisam de caixas para levar 120 cachorros e 100 gatos e, além disso, os vistos e autorizações para conseguir levar os animais a um outro país. Maxwell-Jones afirmou que eles já haviam levantado US$ 700 mil (R$ 3,7 milhões, na cotação atual) até terça-feira (24).

Os preços para viajar, no entanto, estão cada vez mais altos. Ela afirmou que um voo em um avião de carga para a Jordânia custava US$ 300 mil (R$ 1,6 milhão) há alguns dias, mas hoje é cotado em US$ 800 mil (R$ 4,2 milhões).

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui