ONU afirma que 52 mil estão desalojados em Gaza, Anistia quer investigação


0

Mais de 52 mil palestinos foram deslocados por ataques aéreos israelenses que destruíram ou danificaram gravemente cerca de 450 edifícios na Faixa de Gaza, disse a agência de ajuda da ONU na terça-feira (18). Em uma declaração sobre o conflito, o grupo de direitos humanos Anistia Internacional disse que os ataques aéreos de Israel a edifícios residenciais podem constituir crimes de guerra.

Israel afirma que atinge apenas alvos militares legítimos e que faz todo o possível para evitar baixas civis. Cerca de 47.000 dos deslocados buscaram abrigo em 58 escolas administradas pela ONU em Gaza, disse a repórteres Jens Laerke, porta-voz do Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA) em Genebra.

Laerke disse que 132 prédios foram destruídos e 316 gravemente danificados, incluindo seis hospitais e nove centros de saúde primários, bem como uma usina de dessalinização, afetando o acesso à água potável para cerca de 250.000 pessoas.

Fonte: CNN Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui