Operação acaba com festa clandestina em Taquari e proprietário do local recebe multa de R$ 5 mil

Além disso, quatro pessoas foram detidas e diversos veículos autuados por tentativa de fuga.


0

Após várias denúncias informando que ocorreria uma festa clandestina de grandes proporções em um sítio na Rodovia Aleixo Rocha da Silva, em Taquari, nesta sexta-feira (18), a Brigada Militar passou a monitorar o local com o serviço de inteligência (P2). Durante a ação, quatro pessoas foram detidas, com idades de 71, 50, 59 e 25 anos. Além disso, três dos envolvidos na organização do evento possuem antecedentes criminais por estelionato, furto qualificado, dano, crime e poluição ambiental.

Após confirmado o início da festa, com a chegada de vários veículos, pessoas e música alta, foram mobilizados mais de 30 policiais militares e dez viaturas a fim encerrar a atividade que estava contrariando as normas sanitárias do combate a Covid-19.

O evento contava com “olheiros” e um porteiro que liberava acesso ao local. Ao deslocar o comboio ao sítio, houve tentativa de fuga de alguns veículos, sendo necessário o bloqueio total da rodovia RS-436 pela Brigada Militar. A operação iniciou Às 23h45 a fim de evitar que a festa iniciasse, ainda assim, já haviam em torno de 100 pessoas no local.

Foi constatada a violação do art. 268 do Código Penal (todas as pessoas estavam aglomeradas, sem máscaras, sem respeitar o distanciamento mínimo), os quatro responsáveis pela festa foram identificados, sendo confeccionado Termo Circunstanciado e irão responder judicialmente pelo crime. Também foram confeccionados diversos Autos de Infração de Trânsito aos veículos que tentaram fugir e aos que estavam contrariando as normas do Código de Trânsito Brasileiro.

Além dos policiais, acompanharam a operação cinco fiscais sanitários da Prefeitura de Taquari, que confeccionaram uma multa de R$ 5 mil ao proprietário do imóvel. Segundo a BM, ações dessa espécie, em conjunto com a prefeitura, visam evitar a propagação do Covid-19, e terão caráter permanente até o fim da pandemia. GH


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui