Operação da Polícia Civil mira estelionatários que compravam e não pagavam fornecedores em seis cidades gaúchas

A ofensiva cumpriu 23 mandados de busca e apreensão nas cidades de Porto Alegre, Nova Santa Rita, Tavares, Sapucaia do Sul, Xangri-lá e Viamão


0
Foto: Polícia Civil/Divulgação

A Polícia Civil gaúcha deflagrou, na manhã desta segunda-feira (05), a operação Cavas, com o objetivo de combater o conhecido “golpe da arara”. A investigação iniciou após a notícia de possível crime de estelionato onde foram realizadas compras de diversos lotes de espumante Freixenet, as quais foram entregues sem ter ocorrido o devido pagamento. Quatro pessoas foram presas temporariamente.

A ofensiva cumpriu 23 mandados de busca e apreensão nas cidades de Porto Alegre, Nova Santa Rita, Tavares, Sapucaia do Sul, Xangri-lá e Viamão. No decorrer da investigação foram identificadas pessoas que abrem empresas ou assumem CNPJs com tempo de mercado, angariando credibilidade com fornecedores através de sucessivas compras de baixos valores.

Após efetuarem compras de valores mais elevados, a crédito, não efetuam o pagamento, fecham ou colocam a empresa em nome de laranjas e testas de ferro; abrindo outra empresa e reiniciando o ciclo criminoso. Os prejuízos totais ainda não foram apurados, mas estima-se que possam chegar a mais de R$ 1 milhão. A operação do Departamento Estadual de Investigações Criminais contou com a participação de 115 policiais civis.

Fonte: O Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui