Operação Vis a Vis apreende drogas e celulares no presídio feminino de Guaíba

Investigação visa coibir crimes de corrupção praticados contra a administração pública


0
Foto: Marcelo Kervalt/MPRS

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) – Núcleo Região Metropolitana e Litoral do Ministério Público do Rio Grande do Sul, com o apoio da Corregedoria-Geral e Inteligência da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), cumpriu mandados de busca e apreensão na Penitenciária Estadual Feminina de Guaíba Julieta Balestro.

A Operação Vis a Vis, realizada nesta terça-feira, 22 de junho, faz parte de uma investigação para coibir crimes de corrupção praticados contra a administração pública.

Durante a Operação, foram apreendidos celulares, drogas e documentos que possam ter relação com as condutas delituosas supostamente praticadas pelo investigado. O nome Vis a Vis faz alusão à série espanhola de mesmo nome, ambientada em uma penitenciária feminina. AI MP-RS/LF

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui