Com oportunidades na área da saúde e aceleração de processos, Vibee Unimed completa um ano de atuação em Lajeado

Projeto desenvolvido pela Unimed VTRP começou no dia 16 de julho de 2020 em um processo de qualificação para ideias inovadoras de startups em todo o país


0
O projeto surgiu junto com a pandemia, no início de 2020, em um formato totalmente virtual (Foto: Gabriela Hautrive)

O projeto desenvolvido pela Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo (VTRP), que busca identificar novas oportunidades na área da saúde, com o objetivo de conectar startups, mentores de negócio e profissionais por meio de um processo de aceleração, chamado de Vibee, começou no dia 16 de julho de 2020 e completa um ano de atuação em Lajeado nesta sexta-feira (16).

Neste período, conta com a formação da primeira turma de 12 startups participantes, sendo uma de Lajeado e as demais de Porto Alegre, Paraná, Minas Gerais, São Paulo e Rio Grande do Norte. Um segundo grupo está em período de formação e irá concluir o processo de graduação em novembro. Uma startup, que um é termo da língua inglesa, significa uma “empresa emergente” que tem como objetivo principal desenvolver ou aprimorar um modelo de negócio.


ouça a reportagem 


 

Conforme o gestor do Vibee, Rafael Zanatta, é justamente esse o propósito do projeto, que em seu primeiro ano representa a realização de um sonho, lançado no início da pandemia e com muitos desafios pela frente. “Comemorar esse um ano é realmente uma satisfação muito grande, pois percebemos que conseguimos formar a primeira turma, as 12 startups já estão atuando, já estão no mercado, e agora estamos com uma nova turma com mais 12 startups”, relata.

As mentorias acontecem em um espaço moderno, iluminado e aberto, sem separações para que a criatividade e as ideias possam circular livremente. Uma “colmeia criativa”, como o próprio nome do projeto busca explicar, localizado na sede da cooperativa em Lajeado, mas que recebe empreendedores de diversos estados do país.

Gestor do Vibee, Rafael Zanatta (Foto: Gabriela Hautrive)

Entre os participantes estão projetos do Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Rio Grande do Norte, Mato Grosso e Minas Gerais. “A gente realmente consegue levar a cidade de Lajeado para o Brasil inteiro, e quando falamos com startups já renomadas eles disse que estão ouvindo falar muito bem do programa que vocês estão executando no interior do Rio Grande do Sul, então é uma satisfação para a Unimed VTRP ter construído um programa como este”, relata.

São ideias inovadoras na área da saúde que buscam através do Vibee uma ajuda para colocar em prática os projetos. “A trajetória empreendedora é sempre muito desafiadora e ter um parceiro da área da saúde com o nome que a Unimed tem, auxilia muito neste processo”, pondera.

O Vibee surgiu junto com a pandemia, no início de 2020, em um formato totalmente virtual, o que contribuiu para que o programa pudesse se espalhar por outros estados. “Hoje a gente faz no formato digital porque conseguimos ter acesso a startups muito boas do país inteiro, mas claro que a gente torce muito para surjam startups da região, para que possamos ajudar elas, hoje tem uma de Lajeado que participa do programa, e o nosso desejo é que daqui dois ou três anos possam ser todas de Lajeado e região”.

O projeto se coloca como uma ferramento de aceleração porque trabalha com a startup que está no processo inicial de desenvolvimento de seu produto. “Quando a gente vê uma empresa pronta, ela já passou pela fase difícil que é entender o mercado, então a startup está em uma fase inicial ainda, ela tem ideia daquilo que quer fazer, mas tem muitas dúvidas nisso”, explica Zanatta. Podem participar do Vibee pessoas que tenham ideias empreendedoras e que precisam de consultoria para colocar o projeto em prática.

Números do primeiro ano

Texto: Gabriela Hautrive
reportagem@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui