Orangotango tida como a mais velha do mundo morre aos 61 anos nos EUA

Enfrentando sérios problemas de saúde nos últimos meses, Inji foi submetida a uma eutanásia pelos tratadores.


0
Inji tinha 61 anos e segundo o Zoológico de Oregon era a orangotango mais velha do mundo (Foto: Divulgação/Oregon Zoo)

A orangotango tida como a mais velha do mundo morreu, aos 61 anos, no último sábado (9), após ser sacrificada no zoológico de Oregon (EUA). Enfrentando sérios problemas de saúde nos últimos meses, Inji foi submetida a uma eutanásia pelos tratadores.

“Ela se movia com dificuldade, raramente deixava o ninho e não estava mais interessada nem mesmo em suas comidas favoritas. No sábado, quando ficou claro que os analgésicos não estavam ajudando, o veterinário e a equipe de cuidados tomaram a difícil decisão de sacrificá-la humanamente”, disse o zoológico em nota.

A data oficial de nascimento de Inji é desconhecida. Ela teria nascido por volta de 1960. Chegou aos Estados Unidos através do comércio de animais selvagens (legal na época) e foi levada ao zoológico por seu dono em 1961, quando tinha 1 ano de idade.

Segundo o Zoológico de Oregon, Inji era a orangotango mais velha do mundo. O último registro no Livro dos Recordes era da orangotango Puan, que viva no zoológico de Perth, na Austrália, e morreu em 2018, aos 62 anos.

A equipe do zoológico planeja homenagear Inji na inauguração da Floresta Primata, o novo habitat do local criado para abrigar chimpanzés e orangotangos que deve ser inaugurado na primavera americana.

Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui