Os desafios de manter a atenção dos alunos em sala de aula na competição com as telas

Pandemia pôs por água abaixo tudo o que os professores falavam sobre as plataformas digitais, observa médico psiquiatra. "Na pandemia, tudo virou digital", afirma Rafael Moreno


0
Aulas e celular (Foto: Pexels / Ilustrativa)

O médico psiquiatra Rafael Moreno falou sobre o desafio de manter a atenção com a utilização frequente e excessiva das plataformas digitais e das redes sociais. No quadro “Direto ao Ponto” desta segunda-feira (18), no programa Troca de Ideias, o profissional abordou especialmente a questão da educação. “Na pandemia, tudo virou digital”, afirma.

Em função disso, Moreno ressalta que tudo o que os professores alertavam sobre os problemas de exagerar na utilização de smartphones nas salas de aula foi por água abaixo. O psiquiatra afirma que a reformulação do ambiente e das dinâmicas de ensino será desafiador. “Não se sabe o que fazer com as telas e o que fazer para ter o controle”, alerta.

“O cérebro humano é finito: ele não consegue fazer duas coisas ao mesmo tempo”, afirma o especialista. “A atenção humana consegue manter o foco em uma coisa só. Hoje a gente tem esse ‘mundarel’ de informações na tela, e isso atrapalha a nossa atenção numa conversa, no trânsito, nas nossas emoções e pensamentos”, constata.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui