Os nomes da terceira via para 2022

Hoje, Bolsonaro e Lula levam vantagem, mas ainda há campo para avançar


0
Simone, Mandetta, Doria, Moro, Leite e Pacheco (Foto: Montagem)

Bolsonaro e Lula polarizam o tabuleiro político brasileiro no cenário de 2022. Institutos de pesquisas apontam que Lula e Bolsonaro poderiam se enfrentar no segundo turno, mas 15% ou mais da população não quer nem o petista nem o atual chefe do Executivo, Jair Bolsonaro (sem partido). Diante desse quadro, partidos têm se articulado para o aparecimento da terceira via. Nomes em alta hoje são de João Doria e Eduardo Leite, ambos do PSDB, Ciro Gomes (PDT), Simone Tebet (MDB), Rodrigo Pacheco e Luiz Henrique Mandetta, ambos do DEM, além de José Luiz Datena (PSL) e Sergio Moro.

Rival fervoro de Bolsonaro, o governador de São Paulo, João Doria, é um dos nomes dentro do PSDB. Rival de Doria nas prévias, Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, tem ganhado simpatia dentro da legenda. Leite mudou sua postura e passou a criticar o governo federal para conquistar espaço.

Ciro Gomes se coloca como pré-candidato do PDT à presidência em 2022. O pedetista tem procurado lideranças de outras siglas a fim de uma aliança. A senadora Simone Tebet (MDB-MS) é cotada como candidata à presidência por seu partido. Atual presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco é cogitado pelo Democratas, bem como Luiz Henrique Mandetta, ex-ministro da Saúde do governo Bolsonaro.

O ex-juiz e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro também aparece como opção na terceira via. O Podemos articula sua possível candidatura. Pelo Cidadania, o senador Alessandro Vieira, anunciou nesta semana sua pré-candidatura.

Tabuleiro posto. Peças que poderão mudar até 2022. Hoje, Bolsonaro e Lula levam vantagem, mas ainda há campo para avançar.

Prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo (Foto: Gabriela Hautrive / Arquivo)

Fogo no parquinho

A declaração do prefeito de Lajeado, em entrevista à Independente, de que é “aberração” empreendedor ter que pedir autorização de sindicato para abrir seu comércio, gerou polêmica e colocou “fogo no parquinho”. Se o projeto que libera a possibilidade de abertura do comércio aos domingos e feriados sem a participação do sindicato nas negociações já era polêmico, imagina agora com o posicionamento do prefeito. Marcelo Caumo sustenta que a possibilidade de abertura os domingos é “importante para a liberdade econômica, oferta de empregos e desenvolvimento do turismo”. A discussão em plenário deverá ocorrer novamente em 15 dias, após pedido de vistas na sessão desta semana.

Leite, Schneider e Ranolfo

Convite feito

Prefeito de Estrela, Elmar Schneider entregou ao governador Eduardo Leite o convite para participar da Multi Feira. Receptivo, disposto e super afim de estar no meio do povo, Leite confirmou presença e gravou um vídeo convidando o público para participar. Visando 2022, todo contato com o eleitor passa a ser fundamental para o governador.

Regresso

Não deve dar em nada a medida do STF de extinção de municípios brasileiros, entre eles, quatro do Vale do Taquari. Será um grande retrocesso se isto correr.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui