Os quenianos sem-teto que desafiam a polícia dançando para não passar fome

Enquanto tentam sobreviver nas ruas de Nairóbi, os jovens dançarinos sonham em atingir o estrelato por meio da arte


0
Os quenianos sem-teto que desafiam a polícia dançando para não passar fome (Foto: Reprodução/BBC)

Esta é a história de sete dançarinos quenianos, que, juntos, formaram o “Grupo de Dança Família da Rua”, nome criado pelos próprios rapazes.

Eles tentam vencer as dificuldades de viver na ruas de Nairóbi e atingir o estrelato por meio da arte.

Os jovens sobrevivem dançando perto de casas noturnas de Nairóbi, na esperança de conseguir gorjetas. A atividade é ilegal e eles podem ser presos. Mesmo assim eles se arriscam.

Na noite da gravação da reportagem, os cinco integrantes que estavam trabalhando receberam um total de 490 xelins quenianos (aproximadamente R$ 23), o que rendeu cerca de 100 xelins (R$ 4,80) para cada um.

Com tão pouco dinheiro, eles são obrigados a comer o que conseguem achar na rua. Alguns seguranças de hotéis da região colaboram, “desviando” restos de comida para os rapazes.

“A fome faz você fazer coisas ruins – você pode ficar tentado se vir o celular de alguém “ diz Bosco, um dos dançarinos.

Outro membro do grupo, Gidi, usa o cinema de um vilarejo para dormir. “Em vez de pagar para ver o filme, eu pago 50 xelins [R$ 2,40] porque estou exausto e durmo nos bancos”, diz ele. No Quênia, pessoas forem pegas dormindo na rua podem ser presas.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui