Passionfruit --- Image by © Garcia/photocuisine/Corbis

Nosso outono que vai de 20/21 de março até 20/21 de junho se caracteriza pela estação das frutas e também pelas trocas de folhas de algumas plantas. Desta forma se preparam para enfrentar o inverno. Bom momento para exercitar o corpo varrendo e juntando as folhas para uma boa compostagem.

As temperaturas são amenas pela manhã e aquecendo á tarde. Lá de vez enquando o “veranico de maio” e ou a entrada das primeiras ondas de frio. Até pode acontecer geadas. Também marca o equinócio de outono onde dia 21 de março os dias são iguais a noite, 12 horas para cada um. Os dias vão diminuindo com a redução da luz solar.

Período que encontramos muitas frutas entre elas: Carambola, figo, caqui, maçã, pera, goiaba, araticum, maracujá, abacate, melão, bergamota, kiwi, banana, laranja, limão, mamão…


ouça


Ótimo momento para consumir frutas e equilibrar a alimentação de forma mais saudável, reabastecer o organismo com vitaminas, comendo de forma “in natura”, sucos e doces. Época de preparar compotas, doces, shimiers, ou mesmo congelar polpas para depois da safra ter frutas para consumir ou preparar diversas receitas.

Aproveitando o momento vou responder uma pergunta que seguidamente me fazem com relação ao maracujá.

Porque maracujá azedo, doce ou roxo? O azedo ou amarelo é o mais produzido no Brasil. Casca amarela grossa e se torna enrugada. E é neste momento que tem as melhores condições de fazer sucos e ou polpas. Muitas vezes rejeitado pelo consumidor.

Lógico não deve estar estragado e mofado. O maracujá doce, tem a casca liza mais clara que o azedo e é menos encontrado no mercado. Tem sabor mais doce, aroma forte e mais indicado para ser consumido na forma natural.

Ainda tem o maracujá roxo que é uma variedade e mesmo que o azedo com casca escura é menos acido do que o amarelo. O maracujazeiro tem em torno de 630 espécies, mas um pequeno número tem interesse comercial.

Normalmente se mais usa consumir o suco, mas fica muito boa à geleia, ou fazer aperitivo, o consumo natural e o aproveitamento das cascas. Os consumos das frutas e de seu suco não dão sonolência, mas são ótimos refrescantes ajudam a hidratar.

As folhas podem ser trituradas no liquidificador para fazer suco ou dar sabor na água. Esta sim faço alerta que baixa a pressão e dá sonolência, e tem efeito calmante pela passiflora. (“Passiflora edulis” é o nome científico do maracujá)

DICA: Doce casca do maracujá.

A casca normalmente jogada fora pode ser aproveitada para fazer doce. Corte oito cascas e retire a polpa e raspe ou descasque a parte amarela, deixando-a branquinha. Deixe de molho de um dia para outro.

Coloquem numa panela as cascas e cinco xícaras de água, uma e meia xícara de suco de maracujá e duas e meia de açúcar cristal, três pedaços de canela em pau e três cravos.

Em fogo médio cozinhar por cerca de trinta a quarenta minutos ou até que a polpa fique brilhante. Armazene em vidro limpo e esterilizado. Se quiser pode substituir o suco de maracujá por suco de uva ou abacaxi fica gostoso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui