Palestra sobre felicidade e espiritualidade é tema do Encontro das Mulheres associadas da Dália, em Encantado

Foram dois anos sem evento em decorrência da pandemia, mas no dia 22, cerca de de 500 mulheres participaram da atividade


0
Foto: Divulgação

O Encontro de Mulheres promovido pela Cooperativa Dália Alimentos foi retomado no dia 22, com o tema “Em busca da felicidade”. Na oportunidade, o palestrante Jorge Trevisol, formado em psicologia, teologia e filosofia, abordou a compreensão interior e a ressignificação dos acontecimentos.

O psicólogo lembrou a origem de algumas doenças. “As pessoas enlouquecem ou adoecem não pelas coisas que vivem, mas pelas coisas que viveram e não compreenderam”, reafirma. “A pobreza da mente faz a gente se apegar àquilo que não é verdade. Nossa mente é capaz de nos auto desprezar, mas isso é irreal, pois todos nós temos algum propósito, afinal, se estamos vivos é porque o mundo precisa de nós”, revela Trevisol.

Para ele, a beleza não depende do exterior, mas de ser feliz interiormente, pois “cultivar uma boa espiritualidade, só se faz sabendo que somos amados”, continuou. Ele ainda destacou a importância de ressignificar os acontecimentos diários e que o desconforto conduz a uma autocompreensão de cada pessoa.

Para Asta Maria Rahmeier, moradora de Arroio do Meio, associada à Dália há duas décadas, essas palestras são importantes. “Esse encontro valoriza as mulheres que trabalham no campo, tanto quanto os homens”, diz.

Foto: Divulgação

“Nosso embaixador da felicidade

O presidente do Conselho de Administração, Gilberto Antônio Piccinini, encerrou o evento falando da importância do tema felicidade e das reflexões de Jorge Trevisol. “O Jorge é nosso embaixador da felicidade. Ele consegue transmitir muito bem esse e tantos outros temas”, afirma.

O presidente ainda falou que um evento como este é uma oportunidade de crescimento. “Essa ocasião permite crescermos enquanto pessoas, famílias e comunidade”, pondera.

Por fim, Piccinini e sua esposa Dagmar, entregaram ao palestrante o livro Destemidos – O Espírito Cooperativista dos Probos de Rochdale ao Empreendedorismo Neocooperativista da Dália Alimentos e uma cesta. Após, ele convidou a todos para o almoço e, em seguida, a conhecerem os complexos avícola e lácteo em Arroio do Meio.

Importância do Cooperativismo

No discurso de abertura do evento, o vice-presidente, Pasqual Bertoldi, lembrou que, sendo filho de sócio fundador da Dália, desde cedo entendeu a importância do cooperativismo. “Precisamos valorizar a Dália, pois se trata da nossa cooperativa e, portanto, essa valorização de nossa parte, enquanto associado, é lembrar que os complexos industriais nos setores de suínos, lácteo e avícola, são nossos também, pois construímos essa estrutura junto com a Dália”, reiterou.

Pasqual ainda refletiu sobre os momentos de incertezas, períodos de intempéries na economia mundial e a espiritualidade. “Sabemos que estamos passando por tempos difíceis. São fatores que afetam diretamente a agropecuária. Primeiro, foi a pandemia causada pela covid-19, que ainda não terminou. Depois, tivemos a estiagem e agora, uma guerra no leste europeu que tem influenciado a economia mundial. Mas, tudo isso serve para nos fortalecer em todos os sentidos, principalmente, em não nos deixar abater e nem empobrecermos espiritualmente. A riqueza não está somente no bem material, mas em sermos ricos no âmbito espiritual”, relaciona.

Além disso, o vice-presidente falou sobre as responsabilidades do posicionamento ético e que pessoas omissas diante da injustiça são coniventes com a maldade. “No papel de liderança, somos cobrados não pelo que fizemos, mas sim pelo que não fizemos. Precisamos fortalecer princípios éticos, familiares e espirituais”, reforça.

Kits

No final da programação, foram distribuídos uma térmica, um pão de mel no formato de um coração da Dália e uma xícara do Sicredi.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui