Pandemia fez as unidades do Samu no Vale do Taquari baterem recordes de atendimentos em 2020

Foram realizados 6.413 atendimentos em 2020. Antes o recorde de 2015, com 5.936.


0

A pandemia de coronavírus fez as unidades do Samu no Vale do Taquari baterem recordes de atendimentos em 2020. A informação foi confirmada pela responsável técnica pela base do Samu de Lajeado, Raquel Porsche. “Em 2020 tivemos um recorde de atendimentos do Samu de todo Vale do Taquari. Foram 6.413 atendimentos. Antes o recorde era de 2015, com 5.936 atendimentos”, detalha Raquel.

Felipe Mann e Raquel Porsche, responsáveis técnicos pelas unidades do Samu de Estrela e Lajeado, respectivamente (Foto: Tiago Silva)

Entre os casos que aumentaram estão os atendimentos por situações psiquiatras e emocionais, como crises de pânico, ansiedade e depressão. “A pandemia nos gerou mais e mais atendimento. Mas, claro: a gente atende muito trauma, muitos acidentes todos os dias e em todas as bases, tanto em Lajeado como nas outras”, Raquel pondera.

Ela participou do programa Troca de Ideias desta terça-feira (19) com o coordenador da base de Estrela, o enfermeiro Felipe Mann. Os profissionais ressaltaram como a pandemia alterou as rotinas de trabalho. “A gente já tinha um cuidado todo. A cada atendimento a gente realizava a higienização da ambulância, a cada chegada de plantão também. E esse cuidado vem duplicando, triplicando, tanto cuidado entre as equipes dentro da base e dentro da ambulância”, Mann explica.


ouça a entrevista

 


 

Entre os equipamentos de proteção individual (EPIs) que os socorristas utilizam estão macacões confeccionados com material especial. Raquel detalha que a limpeza é realizada com produtos fortes, de custo elevado, para garantir a segurança e evitar o contágio.

Ela diz que, apesar da alta demanda, não hão houve falta de EPIs. “Em alguns momentos tivemos que buscar em Erechim”, relembra a responsável técnica de Lajeado. Conforme Raquel, atualmente há um bom estoque de macacões, viseiras e luvas.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui