Para enfrentar Covid-19, prefeito de Arroio do Meio reduz próprio salário e de cargos comissionados

Medida é válida para os vencimentos de abril. Economia de R$ 230 mil será destinada para área da saúde.


0
Foto: Divulgação

O prefeito de Arroio do Meio, Klaus Werner Schnack (MDB), assinou um decreto nesta sexta-feira (3) que determina a redução do próprio salário e dos cargos comissionados. A medida  é temporária e será valida apenas para os vencimentos de abril, pagos no último dia do mês. São atingidos 30% do quadro de cerca de 400 servidores da Administração Municipal.

O salário do prefeito será reduzido em 40%; da vice-prefeita, Eluise Hammes (PT), em 30%, e dos secretários municipais em 20%. Já para os demais servidores, como coordenadores de departamentos, assessor jurídico, chefes de departamentos e de gabinetes, assessor de departamento e cargos de comissionamento, a redução será de 10%.

A medida prevê uma economia de R$ 230 mil. A maior parte deste valor, cerca de R$ 170 mil, será oriunda da área da educação. Sem aulas, os professores com contratos emergenciais do ensino fundamental terão seus contratos paralisados durante abril.  Também haverá diminuição da carga horária de professores que atuam por mais horas do que o contrato original. Em abril eles receberão apenas pelas horas previstas em concurso público.

Também foi aprovada a rescisão de contratos temporários, entre eles de estagiários, que terão preferência em caso de recontratação.

Os R$ 230 mil serão destinados para área da saúde, visando contribuir no enfrentamento e combate ao coronavírus. Conforme a assessoria de imprensa do município, trata-se de uma decisão emergencial. A situação para os próximos meses será analisada.

Outra medida adotada pelo prefeito Schnack é a implantação do turno único na Prefeitura. Com equipe reduzida, o atendimento ocorrerá das 7h às 13h.

Políticos não terão reajuste salarial

Na quarta-feira (1º) a Câmara de Vereadores de Arroio do Meio aprovou projetos que fixam os valores dos salários de prefeito, vice e vereadores para o ano que vem.

Os vencimentos não tiveram reajuste, ou seja, a partir de 1º de janeiro de 2021 o prefeito de Arroio do Meio continuará recebendo R$ 22,142 mil e o vice, R$ 7,167 mil. Já os vereadores seguem ganhando mensalmente R$ 4,885 mil. O presidente da Câmara recebe R$ 7,167 mil.

Texto: Gabriela Hautrive e Ricardo Sander
producao@independente.com.br

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui