Para Medonho, na Secretaria de Obras ele poderá atender prioridades mais rápido do que como vereador

"Como secretário, a gente pode executar as prioridades que são mais importantes para a comunidade", argumenta.


0

Vereador reeleito com a segunda maior votação em 2020, Fabiano Bergmann (PP) volta a exercer o cargo como secretário de Obras de Lajeado. Com isso, abre-se uma vaga para Mozart Lopes retornar ao parlamento. Em entrevista ao Troca de Ideias, Bergmann, que é conhecido como “Medonho”, justificou a decisão: “Querer fazer mais pela comunidade, não só pensando em nossos eleitores, mas pensando no bem-estar de todos os bairros, de todas as pessoas que precisem do poder público.”

“Dessa forma eu acho que posso contribuir mais dar um pouquinho a mais”, argumenta. “Como secretário, hoje, a gente pode executar as prioridades que são mais importantes para a comunidade. É mais rápido do que tu fazer um pedido, um protocolo ou requerimento para um secretário, como vereador”, destaca.


ouça a entrevista

 


 

No novo ciclo na pasta, Bergmann se diz apreensivo na questão da duplicação da BR-386. Apesar de não ser uma obra do município, ela terá influência direta na mobilidade urbana de Lajeado. Os trabalhos começam em fevereiro e serão executados durante dois anos.

O secretário ressalta que a Prefeitura busca ajustar detalhes do projeto relativos aos acessos aos bairros de Lajeado. Ele cita a ligação do Bairro Montanha com os bairros Centenário, Campestre e Bom Pastor. Medonho relata que a administração municipal queria que o acesso fosse pelo Bairro Bom Pastor. Porém, a sugestão não foi aceita.

A CCR ViaSul, concessionária responsável pela BR-386, optou por fazer o acesso por baixo da rodovia, próximo a Balas Florestal, em mão única. Bergmann afirma que a prefeitura não abre mão de que o acesso seja de mão dupla.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui