Para reduzir risco de contaminações, hospital de Taquari suspende visitas a pacientes

Hospital de Caridade São José registrou o seu pior momento em termos de ocupação de leitos de Covid em dezembro. Sem vagas, pacientes tiveram que ser transferidos.


1
Foto: Reprodução

O Hospital de Caridade São José, de Taquari, encontra-se no pior momento em termos de ocupação de leitos e contaminações entre seus quadros de funcionários desde o começo da pandemia de coronavírus. A avaliação é da enfermeira técnica responsável, Maria Elisa Lopes Bastos. Conforme ela, houve um aumento de casos clínicos e óbitos em dezembro e no começo deste ano.


ouça a entrevista

 


Atualmente, a clínica Covid tem 12 leitos, dos quais 75% estão ocupados. Já a UTI tem 7 dos 10 leitos ocupados. A enfermeira lembra que em dezembro, sem vagas na UTI, a casa de saúde teve que encaminhar pacientes para atendimento em outros hospitais.

Com a situação, a direção suspendeu a possibilidade de visitas aos pacientes, para reduzir a possibilidade de contaminações. A liberação só deve ocorrer quando a pandemia arrefecer, explica Maria Elisa. “Esperamos que chegue a vacina para poder sanar tudo isso, porque é bem complicado o que estamos vivenciando no nosso hospital”, relata.

A responsável técnica conta que em dezembro o hospital de Taquari teve o maior número de casos positivos entre os funcionários. Foram sete baixas entre os técnicos de enfermagem. Hoje são um enfermeira, um técnico e um médico com coronavírus. “No total, desde o começo da pandemia, 24% dos técnicos foram contaminados”, detalha.  A enfermeira garante que não houve nenhum caso de paciente contaminado dentro das instalações, localizadas no centro de Taquari.

Desde o começo da crise de saúde pública, 144 pessoas já passaram pela UTI do Hospital São José, e os atendimentos clínicos são 475. Maria Elisa espera que a situação piore nas próximas semanas em função das festas e aglomerações de fim de ano. “Infelizmente, daqui a duas semanas vai aumentar”, lamenta.

A direção já estuda a possibilidade de fechar a ala psiquiatria para atender só casos de Covid no local. Com isso, seria possível ampliar em dez leitos para casos clínicos.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

 

1 comentário

  1. QYAIA AS FESTAS A ENFERMEIRA SE REFETE AS CLANDESTINAS DEVE SER PORQUE O SETOR DECEVENTOS ESTA FECHADO A 10 MESES

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui