Passaporte da vacina: governo deve editar nova medida para adequar regras de entrada no país após decisão do Supremo

O presidente Jair Bolsonaro é contrário ao passaporte da vacina, usado em grande parte dos países


0
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

O governo federal deve editar uma nova portaria com regras para a entrada de viajantes no Brasil, atendendo à decisão do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF). Os detalhes da medida foram discutidos em reunião, realizada neste domingo (12), no Palácio do Planalto. O presidente Jair Bolsonaro é contrário ao passaporte da vacina, usado em grande parte dos países e defendido por especialistas para frear o contágio pela covid-19. Barroso determinou no sábado (11), a obrigatoriedade do passaporte de vacina.

Agora, os viajantes que não puderem comprovar a imunização serão impedidos de entrar no País. O ministro do Supremo levou em consideração o avanço da variante Ômicron, cujos estudos preliminares já mostraram risco maior de transmissão e perda parcial da proteção dada pelas vacinas. Oito casos da nova versão do vírus já foram confirmados em território nacional – o último, na cidade de São Paulo, é de um idoso sem histórico de viagem ao exterior, o que indica transmissão local da cepa.

Fonte: O Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui