Pazuello assegura a prefeitos 4,7 milhões de doses de vacina e muda estratégia de imunização

Ministro da Saúde disse que não será mais preciso reter os lotes disponíveis até a aplicação da segunda dose dos imunizantes.


0

Pressionado pelo ritmo lento de vacinação para Covid-19, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse a prefeitos nesta sexta-feira, que não será mais preciso reter metade dos lotes disponíveis até a aplicação da segunda dose do imunizante.

A nova orientação passaria a valer a partir do dia 23 deste mês, quando o governo federal espera receber mais 4,7 milhões de vacinas. A mudança não significa que a segunda dose deixará de ser aplicada. No começo da campanha, o ministério pediu para que metade das doses fossem retidas pelo risco de não haver reposição dos estoques a tempo da segunda dose.

Pazuello disse aos prefeitos que há segurança agora para usar todos o estoque para a primeira dose e receber novas vacinas dentro do prazo para a segunda aplicação.

Fonte: Correio do Povo


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui