Perder ministros que gozam de alta credibilidade desacredita o governo Bolsonaro

Para que o sucesso ocorra, pessoas de confiança e com credibilidade são essenciais.


1

Descrença

Quando Jair Bolsonaro venceu as eleições, mesmo antes de assumir, escrevi neste espaço de que se ele conseguisse estancar a corrupção na esfera federal já seria um grande feito. Continuo acreditando que é possível, com muito esforço, evitar a roubalheira dos cofres públicos. E para que o sucesso ocorra, pessoas de confiança e com credibilidade são essenciais. Perder ministros que gozam de alta credibilidade, como é o caso de Sérgio Moro (é claro que tem gente que não gosta dele da época da Lava Jato), desacredita o governo Bolsonaro. O foco neste momento teria que ser o combate à Covid-19. Perdeu espaço para as brigas de Bolsonaro com seus ministros, com Maia e a imprensa. Vivemos tempos complicados.

Live da Lívia

Louvável as iniciativas feitas em apoio a menina Lívia Teles, de Teutônia, que sofre de AME, doença autoimune e que precisa de tratamento nos Estados Unidos. Nesta semana a campanha chegou a R$ 6 milhões, mas precisa ainda o dobro (dependerá da cotação do dólar) até outubro. O prefeito de Teutônia, Jonatan Brönstrup, que também é músico, fez esta semana a “Live do Bem”, junto com o parceiro Arlei. Arrecadaram em torno de R$ 6,5 mil para a campanha. Na foto, a dupla, com Anderson, pai de Lívia.

Conflito

Alegando “motivos de ordem particular”, Carlos André Nunes solicitou exoneração do gabinete do vereador Sérgio Kniphoff e também o afastamento da presidência do Partido dos Trabalhadores (PT) de Lajeado. Sabe-se da divisão do PT, de suas correntes internas e dos interesses de supostos candidatos. O partido nunca foi unido, mesmo quando no poder. Parece estar mais rachado do que nunca. De protagonismo em eleições passadas, o PT amargará um papel de mero coadjuvante na eleição deste ano. Isto se conseguir.

Em comum

Passo Fundo, Lajeado e Marau estão entre as cinco cidades gaúchas com maior número de casos confirmados da Covid-19. E o que elas em tem comum: frigoríficos. Nada a ver com a produção, mas sim com a aglomeração de pessoas. Nestas cidades, as empresa de aves e suínos não pararam suas atividades. Não é especulação. É informação.

Curtas

** Tem banco postergando em três meses os empréstimos consignados com juros de 19,56% ao ano, quando a taxa Selic, é bem menor do que isto. Conversa fiada de ajudar funcionário público e aposentado. Estão faturando em cima da Pandemia e do sofrimento das pessoas.

** Paulo Guedes, da Economia, é o próximo na lista da degola?

** Estranha o silêncio do MDB de Lajeado. Poucas notícias em época de tanta mudança.

** Me impressiona o baixo número de contaminados pelo coronavírus na cidade de Santa Cruz do Sul. Bem maior do que Lajeado. Tem apenas um caso oficial confirmado. Parece que lá, as medidas surtirem melhor efeito. Ou tiveram sorte.

** Nunca confie cegamente nas pessoas quando o assunto é política.

** Ex-presidente José Sarney completou 90 anos nesta sexta (24), cumprindo a quarentena ao lado de esposa Marly, em Brasília.

** Mesmo em crise, força política de Bolsonaro junto as bases é enorme.

1 comentário

  1. Como alguém que desviou dinheiro ao longo de 30 anos na esfera pública pode ser considerado um paladino da ética?

    O Bolsonaro sempre foi um corrupto de baixo clero, daquele que abocanha parte dos salários de assessores que não trabalhavam, ou que adulterava notas fiscas de combustiveis.
    Não é porque a corrupção era pequena, e é corriqueiro entre políticos do baixo clero, que deixa de ser corrupção certo?

    Cuidado com a idolatria. Hoje vejo um esteriótipo peculiar, o do petista verde-amarelo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui