Perito conclui que comprovantes de diárias em Brasília de vereador de Teutônia são falsos

Viagem ocorreu nos dias 4,5,6 e 7 de outubro deste ano; perícia custou R$ 3 mil para os cofres do legislativo


1
Vereador Claudiomir de Souza está no seu 4º mandato (Foto: Arquivo / Reprodução)

Uma polêmica permeia o legislativo de Teutônia nas últimas semanas. Isso porque uma viagem a Brasília feita pelos vereadores Hélio Brandão da Silva (PTB) e Claudiomir de Souza (PSL) nos dias 4, 5, 6 e 7 de outubro deste ano tem causado questionamentos, principalmente referente a prestação de contas de Souza.

Presidente da Câmara de Vereadores, Diego Tenn Pass (PDT) (Foto: Caroline Silva)

O presidente da Câmara de Vereadores, Diego Tenn Pass (PDT), fala que a controladoria do município constatou problemas com os documentos e que por isso foi mais além. “Solicitei a comprovação que eles acessaram os prédios da Câmara dos Deputados, e recebi a informação que o vereador Souza compareceu somente no primeiro dia e não nos outros três dias”, declara.

 

O motivo da viagem era audiências em gabinetes para tratar de demandas municipais. Nos documentos, o parlamentar do PSL fala que no dia 7 esteve no gabinete do deputado federal Marcelo Moraes (PTB), mas neste mesmo dia Moraes publicou uma foto em suas redes sociais, em Porto Alegre, ao lado da deputada estadual Kelly Moraes (PTB).

O legislativo contratou um perito para averiguar os documentos, que conforme Tenn Pass, constatou que dos quatro documentos, dois eram falsos. “Contratamos um perito e ele fez a análise dos documentos e concluiu que os dois comprovantes entregues pelo vereador, são falsos”, explana. Este trabalho custou o valor de R$ 3 mil para os cofres públicos da Câmara. O legislativo deve entrar com uma ação no Ministério Público contra o vereador.

Sem responder

Procurado pela reportagem, o vereador Claudiomir de Souza, que está no seu 4º mandato, não respondeu às mensagens enviadas pela Rádio Independente. O valor total a ser pago a ele seria de R$1.904,00.

É com o legislativo

Prefeito de Teutônia, Celso Aloísio Forneck (Foto: Caroline Silva)

O prefeito Celso Aloísio Forneck disse que este assunto deve ser tratado exclusivamente pelo legislativo e que o executivo não irá entrar na discussão. “Como é um fato que ocorreu com o legislativo, acreditamos que a solução também deverá sair do legislativo, até porque não temos todos os fatos documentados, então é importante que se faça todas as averiguações para ver o que ocorreu”, comenta.

Texto: Caroline Silva
jornalismo@independente.com.br

1 comentário

  1. Coincidência ou não, psl é o partido pelo qual foi eleito o pior presidente do Brasil. Se o presidente dele é o mentor das RACHADINHAS o que esperar de um vereador….

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui