Pesquisa “Testa Lajeado” deverá começar ainda esta semana, estima secretário municipal de Saúde

Segundo Cláudio Klein, exames passarão a ser feitos imediatamente após a esperada aprovação do Conselho Nacional de Ética em Pesquisa.


0
Secretário Cláudio Klein diz que, assim que tiver o aval do Conep, pesquisadores irão visitar os locais já sorteados para as coletas (Foto: Reprodução / Arquivo)

A testagem na população de Lajeado para serem conhecidos os índices de contaminação, bem como da disseminação do coronavírus no município, poderá começar ainda esta semana. A estimativa foi dada pelo secretário de Saúde de Lajeado, Cláudio Klein no programa “No Mundo da Saúde” da Rádio Independente, na noite desta terça-feira (26).

Conforme a explicação de Klein, a “Testa Lajeado” é uma pesquisa oficial que passou pela aprovação do Conselho de Ética da Univates e foi encaminhada para o Conselho Nacional de Ética em Pesquisa (Conep). “Temos feito contato diário com Brasília para agilizar o processo”, diz ele. A projeção inicial era de que a primeira das três etapas da pesquisa tivesse sido realizada entre as últimas quinta-feira (21) e segunda-feira (25), o que não ocorreu pelo fato de ela ainda não ter sido aprovada pelo Conep.

Klein informou também que o treinamento das equipes 20 equipes com de dois funcionários (coletador e entrevistador) foi realizado no último domingo (24). São alunos e pesquisadores dos cursos da área da saúde da universidade. Também participaram do preparo 40 agentes comunitárias de saúde com vão acompanhar os pesquisadores. Segundo o secretário, os locais onde as coletas serão feitas já foram sorteados.

A previsão é que quando for aprovada, a “Testa Lajeado” comece a ser feita imediatamente. “Queremos aproveitar o fim de semana pelo fato de as pessoas estarem em casa”, cita. Serão cinco dias com a coleta de 1500 pessoas.

Kit de testes rápidos de Covid-19 (Foto: Luís Fernando Wagner/Arquivo)
Kit de testes rápidos de Covid-19 (Foto: Luís Fernando Wagner/Arquivo)

No total serão três etapas, com diferença de 15 dias entra cada uma delas. Inicialmente eram projetados 3.600 testes, com 1.200 testagens em cada etapa. Klein explica que o aumento no número de testes foi devido à possibilidade de haver um número alto de pessoas já infectadas.

O secretário diz ter a expectativa de fazer a pesquisa novamente no próximo ano e acredita que a ela será um diferencial. “A gente vai saber o número de pessoas contaminadas em Lajeado e a velocidade de disseminação da doença”, ressalta. “Vamos saber como é que o coronavírus se comportou. Isto é um trabalho fantástico”, complementa.

Texto: Ricardo Sander
ricardosander@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui