Poço das Antas decreta situação de emergência em função da estiagem

A falta de chuvas e o calor intenso resultaram na evaporação da água de córregos, arroios e açudes, afetando abastecimento de animais e da população


0
Foto: Divulgação

Os prejuízos ocasionados pela estiagem, especialmente no setor primário, levaram a Prefeitura de Poço das Antas a decretar situação de emergência. O decreto foi assinado pela prefeita Vânia Brackmann (PDT) no dia 20 de janeiro. Conforme levantamento da administração municipal, a falta de chuvas e o calor intenso resultaram na evaporação da água de córregos, arroios e açudes, afetando abastecimento de animais e da população.

Lavouras e vegetação nativa também foram impactados pela falta de chuva. Outro desdobramento foi a quebra significativa nas lavouras de milho, bem como prejuízos na bovinocultura, com perda nas pastagens, diminuição na produção leiteira, avicultura e suinocultura de corte.

O levantamento realizado pela Emater/RS-Ascar estima perdas na casa de R$ 4.292.390,00 no setor agropecuário de Poço das Antas. Além disso, o parecer da Assistência Social de Poço das Antas estima que o cenário afeta diretamente cerca de 300 famílias do município, ou, aproximadamente, 1.000 pessoas, em sua maioria agricultores. AI/LF

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui