Polícia descobre que homem preso nos EUA por pornografia infantil tinha plano para assassinar Biden, diz imprensa

Autoridades encontraram armas de fogo e desenhos de suásticas em uma van que pertence ao acusado.


0
Ex-vice-presidente Joe Biden fala durante o 1º debate da campanha presidencial na terça-feira (29) em Cleveland (Foto: Patrick Semansky/AP)

A Justiça da Carolina do Norte decidiu manter na prisão um homem de 19 anos suspeito de planejar um ataque para matar o candidato do Partido Democrata a presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, informaram emissoras de TV locais nesta quinta-feira (22).

O acusado, identificado como Alexander Treisman, já estava detido desde maio na cidade de Kannapolis por envolvimento com pornografia infantil. Depois que autoridades acharam um plano dele para matar o candidato democrata, um juiz decidiu mantê-lo na cadeia.

De acordo com o inquérito aberto, os investigadores encontraram na van um fuzil AR-15, material explosivo e munição. As autoridades também apreenderam livros sobre como fazer bombas, armas improvisadas e desenhos de suásticas e de aviões colidindo com o prédio.

Os policiais entraram em contato com o FBI, a polícia federal americana, para prosseguir com as investigações. Um advogado do acusado alega que ele tem distúrbios mentais.

Plano contra governadores

O FBI neste mês desmontou planos de extremistas que planejavam atacar a governadora do Michigan, Gretchen Whitmer, e outras autoridades do estado. Segundo os investigadores, os acusados protestavam contra as medidas de isolamento adotadas pela chefe do executivo local para combater o coronavírus. Treze pessoas foram detidas.

Além disso, um agente do FBI relatou que grupos com características semelhantes às de uma milícia armada chegaram a discutir, em junho, a possibilidade de sequestrar o governador do estado americano da Virgínia, o democrata Ralph Northam.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui