Polícia investiga 30 possíveis casos de estupro por anestesista no RJ

Grávidas que podem ter sido estupradas por anestesista são esperadas para prestar depoimento. Governador Cláudio Castro visita o hospital onde aconteceu o crime


0

A Polícia Civil investiga 30 possíveis casos de estupro de pacientes do médico anestesista Giovanni Quintella Bezerra, preso por estupro durante uma cesariana em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. “São relatos ainda. Precisamos investigar.

São 30 já identificadas como possíveis”, disse Bárbara Lomba, delegada titular da Delegacia de Atendimento à Mulher de São João de Meriti. Só o hospital da mãe em Mesquita, também na Baixada Fluminense, informou que ele acompanhou mais de 20 cirurgias.

Os investigadores apuram se, nesses casos, ele também usou medicamentos desnecessários ou em excesso. “Toda essa ação criminosa é repugnante, é algo que não imaginávamos que pudesse acontecer’, pontuou.

Duas dessas possíveis vítimas são esperadas para prestar depoimento nesta quinta-feira (14) na especializada.

Fonte: G1


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui