Polícia recupera cópia de pintura de Leonardo da Vinci roubada de museu 

Museu, fechado devido ao coronavírus, não sabia que a pintura Salvator Mundi, de 500 anos, havia desaparecido.


0
Foto: Divulgação

A polícia da Itália encontrou, na segunda-feira (18), uma cópia da pintura Salvator Mundi – que tem 500 anos – de Leonardo da Vinci, em um apartamento em Nápoles e a devolveu ao museu que não fazia ideia de que ela havia sido roubada.

Os investigadores prenderam o dono do imóvel, de 36 anos, sob suspeita de ter receptação de bens roubados depois que a pintura foi descoberta no armário de seu quarto.

Retratando Jesus Cristo com a mão erguida em uma bênção e segurando uma esfera de cristal, a obra faz parte da coleção do Museu Doma na Igreja de San Domenico Maggiore, em Nápoles. Mas o museu está fechado há meses devido às restrições do coronavírus e ninguém denunciou o seu desaparecimento. “A pintura foi encontrada no sábado graças a uma operação policial brilhante e diligente”, disse o promotor de Nápoles, Giovanni Melillo.

A polícia agora está investigando como a cópia foi roubada, pois não havia sinais de invasão. “Quem quer que tenha levado a pintura a queria, e é plausível que fosse um roubo encomendado por uma organização que trabalha no comércio internacional de arte”, acrescentou o promotor.

Salvator Mundi não é vista em público desde 2017, quando se tornou a pintura mais cara já vendida, alcançando R$ 2,4 bilhões em um leilão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui