Policiais da Força Tática de Estrela e Lajeado recebem treinamento para qualificar serviços prestados à comunidade

Ações tiveram início na terça (13) e seguem até a próxima sexta-feira (16). Orientações são feitas pelo Batalhão de Choque de Porto Alegre 


2
Policiais de Estrela e Lajeado recebem orientações do batalhão de Porto Alegre (Foto: Gabriela Hautrive)

O efetivo da Força Tática dos Batalhões de Brigada Militar (BM) de Estrela e Lajeado, evolvendo 17 profissionais, recebe durante esta semana uma instrução qualificada de sete integrantes da equipe do Batalhão de Choque de Porto Alegre. Os treinamentos práticos e teóricos são realizados no Parque do Imigrante, no Bairro Alto do Parque, em Lajeado. As ações, que tiveram início na terça (13) e seguem até a sexta-feira (16), visam fazer a reciclagem e aperfeiçoamento de alguns serviços realizados pelos profissionais. Conforme o capitão e comandante da 1ª Companhia do 22º Batalhão de Polícia Militar (22º BPM), Leandro Altafini, a prática é feita por instrutores qualificados que repassam conhecimentos técnicos.

Capitão e comandante da 1ª Companhia do 22º Batalhão de Polícia Militar (22º BPM), Leandro Altafini (Foto: Gabriela Hautrive)

As informações são usadas para aprimorar os serviços de atendimento à comunidade, segundo o comandante. “São instruções voltadas ao policiamento ostensivo, para preservação da ordem pública, ou seja, para que a gente consiga melhorar a presença da polícia e evitar a prática de crimes que é a finalidade principal da Brigada Militar”, relata.

Além disso, em casos em que não é possível evitar a prática do crime, os policiais são orientados para garantirem um desfecho positivo da situação. “Temos várias instruções, de abordagem policial, conduta de patrulha, uma série de atividades que estão sendo feitas, sempre com intuito de qualificar e melhorar o serviço”, ressalta.

VÍDEO: Treinamento prático realizado na manhã desta quarta-feira

Os ensinamentos são divididos em etapas e os policiais recebem orientações em diferentes formatos. Conforme o capitão Altafini, são investimentos feitos pela BM que por conta da pandemia foram adaptados. “Nós temos atividades práticas, mas sempre alinhadas aos conhecimentos teóricos sobre tudo o que é repassado”, completa.

Todos os policiais que participam do projeto já atuam em ações pela Força Tática, mas existem regulamentações que pregam a necessidade de haver uma qualificação continuada e por isso acontecem os treinamentos. “Não posso imaginar que um servidor que vai ficar 30 na atividade não tenha que se atualizar e aprender novas técnicas, por isso procuramos ter esses momentos, pelo menos anuais”, explica.

Trabalho visa qualificar as ações da Força Tática no combate a crimes (Foto: Gabriela Hautrive)

Os policiais que estão passando pela capacitação nesta semana realizam os serviços em dois turnos no Parque do Imigrante, em um espaço aberto entre os pavilhões, respeitando o distanciamento e fazendo o uso de máscara. Para quinta-feira (15) estão previstas ações nas ruas de Lajeado. Os profissionais que repassam as instruções pertencem ao 1º Batalhão de Choque de Porto Alegre, sendo que em todo o Estado do Rio Grande do Sul existem seis, com unidades também em Santa Maria (2º), Passo Fundo (3º), Caxias do Sul (4º), Pelotas (5º) e Uruguaiana (6º).

Texto: Gabriela Hautrive
reportagem@independente.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

2 Comentários

  1. Tomara que treinaram eles para nao abusar da autoridade tambem, porque eles estao cads vez mais truculentos e mal educados, esses dias uma viatura me fechou no cruzamento e eu buzinei….eles me pararam e revistaram TUDO ate em baxo do carro, pedi pra eles se tinha acontecido algo e ele falou para eu calar a boca se nao iria me prender por desacato

  2. Isso nao é nada gustavo….eles te abordam, te batem te intimidam e falam que se voce der parte vao voltar e prender, revistam ate mulher e criança aqui no planalto

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui