Policiais de MT são investigados por assassinato de 4 indígenas bolivianos

As famílias declararam que os corpos das vítimas tinham sinais de tortura.


0
Foto: Divulgação

O assassinato de quatro indígenas do povo chiquitano, na fronteira de Mato Grosso com a Bolívia, é investigado pelas autoridades brasileiras e bolivianas. Os indígenas foram mortos a tiros no dia 11 de agosto por policiais do Grupo Especial de Fronteira (Gefron). À época, os policiais alegaram que o grupo estava armado e atirou contra os agentes.

Na suposta troca de tiros nenhum policial foi atingido e nenhuma droga foi apreendida.
No entanto, autoridades bolivianas e as quatro famílias das vítimas fizeram declarações à imprensa da Bolívia onde cobraram esclarecimentos da polícia brasileira sobre o episódio.

As famílias declararam que os corpos das vítimas tinham sinais de tortura. Uma comitiva saiu de Mato Grosso e foi até San Matias nessa quarta-feira (2), onde conversou com as autoridades do país, assim como ouviu as famílias. Três dias depois das mortes, os familiares fizeram um protesto em San Matías. Eles estavam com cartazes pedindo por justiça e carregavam bandeiras do país.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui